terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Foto 7: Ron Dennis e Nelson Piquet

Não se saberá exatamente o que Ron Dennis conversava com Nelson Piquet. A foto foi tirada no fim de semana do GP de Long Beach em 1983. Talvez a foto tenha sido tirada antes da largada. Piquet parece ter acabado de dar um autógrafo e Dennis cola junto a ele, conversando. Seria um convite para que Nelson fosse pilotar para a Mclaren em 84? Vai saber.

6 comentários:

  1. Piquet conta uma história de que foi procurado por Dennis e este lhe teria dito: "-Juntos nós vamos ganhar."
    E Piquet teria dito? "-Eu quero ganhar de você e não com você.".

    ResponderExcluir
  2. Pelo que sei, Piquet chegou a ser chamado para pilotar para o Ron Dennis e não quis...
    Azar o dele.

    ResponderExcluir
  3. O Ron Dennis convidou o Piquet para correr na Mclaren em 1987, a proposta foi feita e aceita pelo Piquet, mas o Piquet exigiu que o Prost saísse da Mclaren, e no seu lugar contratasse o Nakajima, algo que o Ron Dennis, não aceitou, por isto Ron Dennis acabou contratando Senna, que não tinha nenhuma restrição ao Prost. A história foi contada pelo Prost, pelo Ron e pelo Piquet. O Prost não tinha restrição a nenhum piloto, nem a Senna, nem a Piquet. A Honda ficaria com a Williams, renovando o contrato que havia acabado em fins de 1987, mas exigia que a Williams demitisse Mansell e colocasse no seu lugar Nakajima. A Honda acusava Mansell de ser um dos responsáveis pela perda do título em 1986, já que por contrato o Piquet era o piloto n1. Como a relação do Piquet com a Williams era péssima, eles não aceitavam a dupla Piquet-Nakajima, queriam continuar com a dupla Piquet-Mansell. A Lotus que mesmo tendo um contrato de 2 anos para os motores era a que tinha menos chance de ter os motores Honda, mas a Lotus aceitou tudo o que o Piquet e a Honda quiseram, ficando com os motores. Depois Piquet se arrependeria pois tinha percebido que a Lotus não tinha uma estrutura boa, ou seja, o carro novo Lotus 100T não conseguiu se desenvolver. Hoje ele diz que se soubesse que o Lotus era tão ruim, teria ficado na Williams ao lado do Mansell. Mas ele repete que jamais iria na Mclaren, primeiro por causa do Prost e segundo porque ele sempre foi inimigo do Ron Dennis.

    ResponderExcluir
  4. A Mclaren apesar de usar os motores campeões da Porsche não estava satisfeitas com eles, eles eram caros e eram beberrões, eles queriam os Hondas (econômicos e gratuitos) já em 1987, Piquet vinha de uma briga feia contra Nigel Mansell e pensou em rescindir o contrato com a Williams, mas ele mesmo dizia que não queria enfrentar o professor na Mclaren, além disto o contrato da Williams com a Honda se encerraria em fins de 1987 e lá dizia que a Honda poderia fornecer motores para outra equipe, mas de especificação do ano passado. Em meados de 1986 Senna se aproximou da Honda e conseguiu convencer eles a darem o seu motor para ele e o seu engenheiro Ducarouge, eles tentaram colocar este motor na Mclaren em 1987, mas Ron Dennis rejeitou porque o motor que o Senna estava trazendo era o Honda RA 166-E de 1986 que com uma válvula de pressão de 4 bar desenvovia 820-900 cavalos a 12500 rpm. A Mclaren queria o mesmo motor da Williams o Honda RA 167-E que dava 870-1050 cavalos a 14000 rpm, mas como era impossível conseguir isto em 1987 a Mclaren preferiu os Porsche, então a dupla Senna-Ducarouge ofereceu para o Benetton que também não aceitou porque já tinha um contrato de longo prazo com a Ford. Por isto Peter Warr teve que aceitar em 1987 os motores Honda de segunda linha, e ele diz que foi o maior erro de sua vida, porque eles tinham uma relação de 4 anos com a Renault e teve que ser rompida por pressão de Senna, e o motor Renault além de leve estava melhorando muito já que a equipe Renault abandonou a F1 e por isto estavam priorizando os motores, enquanto 83, 84, e 85 faltava dinheiro para os motores, agora sobrava, porque tudo era injetado nos motores. Já em 1988 tudo mudou o contrato da Williams com a Honda acabou e não foi renovado Ron Dennis sabia que a Honda tinha uma relação muito forte com Piquet (inclusive pagava parte de seu salário) e também com Senna, Ron Dennis convidou o Piquet a ir em Woking visitar a fábrica da Mclaren e lá se acertaram financeiramente, mas o próprio Piquet pediu que não queria correr ao lado de Prost, por isto Ron Dennis convidou Senna para correr na Mclaren, e Senna aceitou com a condição que ambos fossem o piloto número 1, com isto Ron Dennis conseguiu os motores Honda de primeira linha os RA 168-E, já Piquet também conseguiu os motores Honda de primeira linha os RA 168-E, mas preferiu ir para a Lótus onde teria mais sossego ao lado de Nakajima.

    ResponderExcluir
  5. Piquet deu mole não ter ido para a McLaren. Caso tivesse aceitado o convite do Ron Dennis, poderia ter ganho outros títulos e o Senna não seria o que foi

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Será que o Piquet derrotaria o Prost na McLaren? O Prost derrotou facilmente o Mansell com o mesmo carro (Ferari), Já Piquet não conseguia suplantar o Mansell com o mesmo carro (Williams)

      Excluir