segunda-feira, 23 de maio de 2011

GP da Espanha- Corrida- 5ª Etapa

A maior perspectiva que antecedeu o GP espanhol era sobre o uso da asa móvel no circuito permanente mais difícil de se ultrapassar na F1, depois de Monte Carlo e Hungaroring. Montmeló é uma pista que até poderia ser interessante, pois há pontos de extrema velocidade (reta dos boxes), curvas de alta (como a curva Renault), de baixa velocidade (curvas "Banc Sabadell" e a nova chicane) e com alguns aclives e declives. Mas as curvas de raio longo e as pequenas retas, atrapalham esta ação. Tanto que os únicos pontos reais de ultrapassagem, são o final da reta dos boxes e na freada para a curav "La Caixa". Desta vez o DRS não funcionou como esperado e para muitos, a corrida foi chata, sem nenhum atrativo. Ao meu ver foi interessante sim. Claro que uma corrida repleta de troca de posições, com vários pilotos se alternando na liderança da prova dá uma acordada no povo. Mas a corrida de ontem foi tensa, afinal quem poderia imaginar que Hamilton ameaçasse tão veemente a liderança de Vettel? A quarta e última troca de pneus de ambos tinha me dado a impressão que Vettel estaria mais tranquilo na frente, já que havia saído com um pouco mais de 2 segundos de diferença para Hamilton (antes disso Lewis estava a menos de meio segundo do alemão!!). Mas o piloto da Mclaren rapidamente se recuperou e foi à caça de Vettel, que tinha algum folêgo apenas na saída da última curva, onde conseguia contorná-la melhor e sair mais rápido de Hamilton. Isso dava ao alemão uma distância para ele percorrer toda a reta dos boxes sem que o inglês pudesse usar a asa na ultrapassagem. Hamilton só chegava em Vettel na freada para o "S" e ai, a chance de ultrapassagem, já havia ficado para trás. As últimas 15 voltas foram um verdadeiro "rato contra o gato", que mostrou mais uma vez que Vettel está num outro nível de excelência. Até o ano passado, se ele fosse pressionado como ontem, talvez não chegasse na frente, ou até mesmo, poderia errar e ficar de fora da corrida. Ontem ele foi formidável e acredito que está pronto para novas batalhas, tão intensas quanto a de ontem.
Por outro lado, a Mclaren entregou aos seus pilotos um carro muito bom que dava a eles a chance de preservar muito bem os pneus. Talvez por isso, que Hamilton não tenha destruido o seus durante a corrida e assim pode brigar diretamente com Vettel. Mas o melhor foi Button, que após cair de quinto para décimo e escalar o pelotão até a quinta posição, andou forte com pneus macios por mais de 30 voltas. Isso deu a ele a chance de subir ao pódio e caso não tivesse errado, poderia até ter ganho a corrida, pois acredito que ontem ele tinha mais iniciativa que Lewis na hora das ultrapassagens.
Outro belo destaque foi Alonso que fez uma largada foguete no melhor estilo Gilles Villeneuve, ao sair de quainto para primeiro pegando um surpreso Webber por dentro. Alonso liderou até a segunda parada de box, quando caiu para terceiro e a partir daá travou bons duelos com Webber que estava no seu encalço. Mas os pneus duros mais uma vez acabaram com seu desempenho e isso fez com que Alonso terminasse em quinto, uma volta atrás dos líderes equanto que Mark fechou em quarto
A de destacar as corridas de Heidfeld e Kobayashi que sairam do fundo para pontuarem. No caso do japonês, ele teve um pneu traseiro esquerdo furado logo na primeira volta que o forçou cair para o fundo. mas recuperou-se e chegou em décimo, equanto que Nick saiu de último para oitavo. Infelizmente não podemos dizer o mesmo de Massa e Barrichello que tiveram uma tarde infeliz. Felipe saiu em oitavo e estava na casa dos pontos, até que seu carro  apresentou problemas de câmbio que o forçou a abandonar. Já Rubens estava otimista, mesmo largando da  19ª posição, por ter três jogos novos de pneus moles. Até facilitaria as coisas, mas foi uma tarde desastrosa e acabou ficando em 17º com uma volta de desvantagem para Maldonado que levou o seu carro ao Q3 e terminou a prova em 15º.
O resultado de Montmeló é que as inovações introduzidas para melhorar as ultrapassagens, não surtiram efeito e assim a pista espanhola continua sendo o seu ferrolho habitual de muitos anos. Vettel dispara na frente do mundial, mas com Lewis no seu encalço e Alonso ainda vai incomodar os quatro da frente por muito tempo. Em Mônaco, no próximo domingo, a história repetirá. Mas sem ultrapassagens, claro.
 No melhor estilo Villeneuve, Alonso não tomou conhecimento e mergulhou por dentro para assumir a liderança após sair da quarta posição
 Schumi andou a prova toda com Rosberg na sua cola, mas fechou na frente do seu companheiro pela segunda vez no ano
 A farofa de Montmeló: o desgaste foi enorme e os pneus duros não davam a menor aderência aos carros. Foi a grande critíca do final de semana
 O grande duelo com Hamilton a perseguir Vettel por mais de 20 voltas

RESULTADO FINAL
Grande Prêmio da Espanha
Circuito de Montmeló- Barcelona
22/5/2011- 5ª Etapa
1. Sebastian Vettel (ALE) - Red Bull
2. Lewis Hamilton (GBR) - McLaren - a 0s6
3. Jenson Button (GBR) - McLaren - a 35s6
4. Mark Webber (AUS) - Red Bull - a 47s9
5. Fernando Alonso (ESP) - Ferrari - a 1 volta
6. Michael Schumacher (ALE) - Mercedes - a 1 volta
7. Nico Rosberg (ALE) - Mercedes - a 1 volta
8. Nick Heidfeld (ALE) - Renault - a 1 volta
9. Sergio Pérez (MEX) - Sauber - a 1 volta
10. Kamui Kobayashi (JAP) - Sauber - a 1 volta
11. Vitaly Petrov (RUS) - Lotus Renault - a 1 volta
12. Paul di Resta (GBR) - Force India - a 1 volta
13. Adrian Sutil (ALE) - Force India - a 1 volta
14. Sébastien Buemi (SUI) - Toro Rosso - a 1 volta
15. Pastor Maldonado (VEN) - Williams - a 1 volta
16. Jaime Alguersuari (ESP) - Toro Rosso - a 2 voltas
17. Rubens Barrichello (BRA) - Williams - a 2 voltas
18. Jarno Trulli (ITA) - Team Lotus - a 2 voltas
19. Timo Glock (ALE) - Virgin - a 3 voltas
20. Jérôme D'Ambrosio (BEL) - Virgin - a 4 voltas
21. Narain karthikeyan (IND) - Hispania - a 5 voltas

Não completaram:
22. Felipe Massa (BRA) - Ferrari - Abandonou
23. Heikki Kovalainen (FIN) - Team Lotus - Abandonou
24. Vitantonio Liuzzi (ITA) - Hispania - Abandonou

FOTOS: Getty Images, AP, France Press

4 comentários:

  1. É, as coisas estão começando a aparecer na F-1!

    Já estamos percebendo que o que está provocando um pouco de emoção nas corridas não é a asa móvel! É sim os pneus, e daqui a pouco tá todo mundo usando o pneu duro no final das corridas,a pista estará mais emborrachada o carro mais leve e a diferença entre os dois compostos diminui bastante.... Os caras da FIA já andaram percebendo isso e estão proibindo o uso dá móvel em Monaco...
    Legal foi a comemoração do Vettel... No estilo """HIA BADA BADÙ""" mais aquele toque de cel que pra mim é a pior coisa que inventaram nos ultimos tempos... Ohhh barulho irritante aquele, se o cara não atende de primeira o cel vai aumentando o volume e ninguem que está por perto consegue escutar falar ou entender alguma coisa! Da nó no cérebro!!!

    O chato foi a declaração do Maldonado alguns minutos antes do ínicio da corrida. Onde disse: Que seu carro parece as bolas de um cachorro, está sempre lá atráz!!! No mínimo pra mim infeliz a comparação, porém verdadeira, como nos mostrou a corrida!

    Bom mesmo foi ver que na F-1 de hoje temos dois grandes pilotos, o Vettel e o Hamilton, ambos já amadureceram! Teremos grandes pegas de alto nível entre eles, quem se meter no meio deles certamente sairá frustrado...
    Esses dois juntos vão fazer a história da F-1 deste ano ser maior do que as asas móveis e esses pneus "farofa"...
    Vai se legal...

    Gp to

    ResponderExcluir
  2. Paulo

    Eu gostei da corrida. Fica cada vez mais claro pra mim que Vettel, Hamilton e Alonso são o que há de melhor na Fórmula 1. Vejo o Inglês e o Espanhol um pouco a frente do Alemão. Fora o equipamento, claro.

    Sensacional a foto da FAROFA.

    Valeu

    ResponderExcluir
  3. GPto
    Realmente os pneus são a grande estrela deste mundial. Mas em Mônaco, acredito, que teremos uma prova bem tranquila pois lá o asfalto é liso e assim não terá um consumo absurdo de pneus. Agora, em Montreal, será uma loucura

    Corradi
    Também gostei da corrida, e não necessariamente precisa ter milhões de ultrapassagens para que seja interessante. Um suspense, como este nas voltas finais de Barcelona, já bastam.
    Valeu pelo comentário.

    ResponderExcluir
  4. É sim, Monaco parece ser bem simples para os pneus.
    O que preocupa um pouco quanto ao pouco consumo dos pneus, pra mim serão as freadas do final da reta onde a asa estará liberada, e no final do tunel... Nesses lugares a farofa vai imperar infelismente. Quem tentar ultrapassar, além da pista estreita,a farofa, terá também os guard-rails. Não acho uma boa idéia o uso da asa móvel e apenas duas trocas de pneus, prefiro ficar com 3, e no final o povo deve usar o duro.. Se não chover é claro.. Amanhã na madruga a gente já vai saber como as coisas vão aparecer pra nós...
    Quanto a Ferrari depois dessas noticias de renovação do contrato do chorão, e a demissão de seu gente técnica é uma incognita. Vamos ver!
    Mas pra mim que sempre fui um Ferrarista roxo desde sempre, ver o chorão no seu país tomar volta do lider não tem preço.... E ainda mais sabendo por pessoas ligadas a SF que o chorão quer levar a todo custo o picareta do Briatore pra lá.. Acho que se isso acontecer a casa cai de vez por aqueles lados....
    Monaco sempre foi legal de ver, Montreal é pra mim uma das melhores pistas do ano, ali a coisa vai pegar pra valer.. Essa preciso até gravar ..
    É isso...Por enquanto, amanhã tem mais....Né amigão!!!

    Gp to

    ResponderExcluir