sábado, 5 de janeiro de 2013

Pole Lap: Ayrton Senna, Adelaide 1988

O campeonato daquele já estava decidido à favor de Senna quando a F1 se reuniu pela última vez naquela temporada, mas nem por isso os dois grandes rivais de Mclaren baixaram a guarda quando disputaram a pole position para o GP da Austrália.
Faltando poucos minutos para o fim do treino classificatório, Senna assinalava a pole com o tempo de 1'18''140, 39 milésimos mais rápido que Prost. Mansell vinha numa distante terceira posição com o tempo de 1'19''427, ou seja, os dois contendores da Mclaren, assim como em toda a temporada, estavam em outro patamar.
Prost acertara uma volta brilhante baixando a marca para 1'17''880 e naquele momento Ayrton já estava na pista para abrir a sua volta. Foi avisado ao ver a placa nos boxes, mas acabou se atrapalhando com a Arrows de Derek Warwick e mais à frente com a Ligier de Arnoux quando iniciava a sua volta. Abortou e abriu na próxima passagem. Este foi o momento em que Prost tentava melhorar a sua marca, mas não passou de 1'18''174. Ayrton, com a pista livre, conseguiu melhorar ainda mais o tempo da pole: 1'17''749. Alain veio em seguida, mas não pôde fazer mais nada.
Foi a 13ª pole de Senna naquela temporada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário