quarta-feira, 13 de novembro de 2013

Foto 275: A FIA f... a F1

Me lembro das palavras de Gordon Murray ainda em 1999 quando lhe perguntaram algo sobre os carros da F1 daquela época. A resposta foi direta e ele recorreu a um dos maiores gênios da sua época: "Colin Chapman estaria de saco cheio dessa atual Fórmula-1, onde os carros já vem pré-fabricados pela FIA!".
Passados 14 anos dessa declaração ela continua tão atual do que naquela época onde, ao menos, os carros eram mais atraentes esteticamente. Com o croqui divulgado pela Autosport ontem, os F1 de 2014 poderão adotar um bico baixo que mais se assemelha ao "Macaco-Narigudo" que vive na Indonésia ou a um "pênis', como a maioria tirou o sarro na última terça-feira. E não é pra menos...
Fico impressionado com as cabeças pensantes da FIA quando colocam esse tipo de ideia em prática e o mais triste de tudo é que são pagos - creio eu - para tal coisa. Imagino também a cabeça dos projetistas que ao verem isso devem soltar "terei que desenhar esta merda mesmo?". É triste, mas é a realidade.
O problema é que a FIA controlando ao máximo as construções dos carros, proibindo todo e qualquer tipo de inovações que cada equipe poderia colocar em prática a todo ano e que a tornaria muito mais interessante ao menos no campo técnico, ela vai matando o conceito "Do it yourself" que vem desde meados do século 19 e que fez da Fórmula-1 a grande vanguarda da tecnologia em outros tempos. Sem contar que todo esse movimento de segurar as ideias dos projetistas me levam a crer que eles ainda trabalham naquele pensamento do ex-presidente da FIA - Max Mosley - em transformar a categoria em "monomarca" e quem sabe, num futuro próximo, colocar unidades de motor iguais para todos como foi pensado pelo mesmo. Pobre F1...
Além dessa declaração de Murray, ainda coloco uma frase de um amigo meu durante o GP do Brasil de 2004 quando trabalhamos na Curva do Café quando disse que "enquanto a Fórmula-1 for gerida pelos velhotes, eles irão foder a categoria aos poucos...". Passados nove anos dessa conversa, meu caro Wagner, eles estão fodendo mesmo e sem dó a categoria. 
Uma pena.

Um comentário: