domingo, 24 de agosto de 2014

GP da Bélgica: Confirmando uma geração

Existe aquele papo de que o cara que vence em Spa mostra, de fato do que é capaz. Pode ser bem uma verdade, visto que Clark, Senna, Schumacher e atualmente Raikkonen, sejam os grandes reis daquele traçado. O importante, também, é ver que eles começaram a brilhar nesta pista quando suas carreiras ainda engatinhavam na F1 e isso deu a eles uma propaganda positiva do que eles podiam fazer nos anos seguintes. E a confirmação de cada um deles foi espetacular.
Essa tarde no circuito belga viu mais uma vez a maravilha de piloto que é Ricciardo, que já havia demonstrado a suas qualidades nas suas outras vitórias anteriores. Melhor que isso, foi Bottas que também demonstrou seu talento nesta pista ao atacar pilotos do naipe de Alonso, Vettel, Raikkonen, Rosberg sem dar nenhuma satisfação, como se estes fossem pilotos "amadores". Outro também que merece uma atenção pelo que fez hoje em Spa é Kevin Magnussen, que após a sua bela prova de estréia em Melbourne, vinha se destacando apenas por superar Button com alguma frequência nas classificações e nos resultados finais de cada GP. Hoje ele foi combativo e soube aguentar bem a pressão exercida por Alonso em duas situações na prova - na metade e depois nas últimas cinco voltas - e vencendo ambas. Infelizmente perdeu a quinta colocação para Vettel no final, pois os pneus já estavam na "lona".
De certa forma, o desempenho destes três caras confirmam bem a renovação que a Fórmula-1 vem passando. E o mais legal de tudo, é que eles não tem medo de arriscar e certamente darão ainda mais trabalho aos velhotes.
A velha guarda da F1 terá um grande trabalho pela frente. E quem ganha com isso, somos nós.

Sobre a corrida

Claro que o papo que dominará as discussões até o GP da Itália repousará simplesmente sobre o toque de Rosberg em Hamilton, quando os dois disputavam ferrenhamente a liderança no final da Le Combes. Não vi a imagem mais vezes, mas o pouco que pude assistir concluo que foi incidente de corrida. Podia o Rosberg ter tirado o pé e deixado Hamilton se distanciar um pouco para depois atacar novamente? Sim, mas creio que ele estava naquela, onde um piloto ver uma brecha ele tentará até que se feche. Mas a briga estará ainda mais aberta após a reunião que a Mercedes fará ainda hoje em Spa. Vai fervilhar as coisas por aquelas bandas.
A Red Bull optou por usar pouca asa para esta prova e isso foi de grande valia para seus pilotos. Ricciardo tirou melhor proveito e assumiu a liderança após a primeira parada de Rosberg, para perdê-la apenas na sua segunda parada para Bottas. Vettel até que começou bem, atacando as Mercedes, mas logo depois começou a cair de rendimento lentamente e a cada parada de box, caía de posição. Terminou em quinto, o que acabou por ser um bom lucro, principalmente por Magnussen ter segurado Alonso e Button, o que possibilitou a sua aproximação para subir de oitavo para quinto em duas voltas.
Fiquei impressionado foi com o ritmo da Ferrari num todo nesta prova. De início as posições de Alonso e Raikkonen na classificação, foram creditadas à chuva do sábado, mas o desempenho de Alonso antes da sua primeira parada e depois de Raikkonen no restante da corrida, mostrou que o carro italiano esteve próximo da Red Bull e Williams pelo menos nessa corrida. E claro, destacar o melhor desempenho de Kimi no ano, numa pista que ele conhece tão bem. Podia ter subido ao pódio, mas pouco podia fazer contra o ataque de Bottas no fim.
A Williams teve um desempenho "manco" em Spa: se Bottas mais uma vez brilhou, Massa (mais uma vez) contou com a sua dose de azar cavalar para ter um pedaço de kevlar, certamente dos inúmeros destroços deixados pelos pneus dos carros de Bianchi e Hamilton, preso no assoalho do seu carro limitando ainda mais o seu desempenho.
Agora é esperar pela prova de Monza, daqui quinze dias.

2 comentários:

  1. O Ricciardo está em uma fase excepcional...

    jovem, talentoso e contando com a sorte, tem conseguido ótimos resultados na temporada...

    e se tiver um bom carro no futuro vai brigar por títulos...

    quanto a batalha Nico X Hamilton em Spa, acho que o Nico exagerou e o assunto vai render muito ainda...

    abs...

    ResponderExcluir
  2. Temos que comemorar e louvar Ricciardo.
    O cara até aqui não cometeu um só erro no campeonato.
    Se não fosse a desclassificação (por culpa do time) estaria na briga.

    ResponderExcluir