domingo, 21 de setembro de 2014

GP de Cingapura: Acima da média

Engraçado que após um ano em que Vettel fez dos demais gato e sapato nas ruas da mesma Marina Bay, passado este tempo a Red Bull se deparou com algo que ela fazia muito bem: que era trucidar seus adversários e agora isso é por conta de Hamilton.
Se havia alguma dúvida, pelo menos neste GP, se a Mercedes teria uma superioridade tão grande, Hamilton mostrou isso nas voltas após o SC e depois quando trocou pelos pneus macios, atacando e passando Vettel facilmente. Os tempos de volta variavam de dois a três segundos por volta, algo hipnotizante que fez lembrar exatamente o desempenho de Sebastian de um ano atrás, quando abria entre um, dois segundos para os adversários nessa mesma pista. Impressionantemente, por mais que seja uma corrida chata e uma pista pouco atraente, a pista parece expor as qualidades dos carros de forma clara. Se é bom, vai mostrar com clareza. Se for ruim, será uma confirmação também...
Descontando essa parte de superioridade, foi uma corrida importante para Hamilton que viu Rosberg ter uma dose cavalar de azar nesta etapa, e agora é o novo líder do mundial.
As últimas cinco etapas serão de tirar o fôlego para eles.

Sobre a corrida


Chata pra caramba. Aliás, algo que é normal naquela pista e nem mesmo o SC resolveu isso e as últimas voltas, que poderiam ser de grande emoção com a parada de box de Hamilton, esse resolveu o assunto em menos de duas voltas. Nem deu para animar...
Vettel fez a sua melhor apresentação no ano e chegou a liderar, pela primeira vez no ano, uma volta. Mas não pôde fazer nada frente a Hamilton.
Ricciardo enfrentou problemas de freios e mais tarde uma perda de potência, que pareceu ter se resolvido durante a prova.
Alonso teve o seu brilharete com voltas extremamentes velozes, mas fechou em quarto. Raikkonen lutou em meio do pelotão, contra Bottas e as duas Force India e acabou em oitavo. Ao menos mostraram um bom desempenho da Ferrari nesta pista, coisa que não deve acontecer em Suzuka.
As Williams fez até além do que se imaginava, por este ser uma pista que não "casa" com as características do carro. Massa ficou por um bom tempo em quinto, onde terminou e Bottas caiu na classificação, terminando em décimo.
O certo mesmo é que a briga ficará polarizada e ainda mais interessante entre Hamilton e Rosberg.

Um comentário: