sábado, 14 de março de 2015

GP da Austrália - Classificação - 1ª Etapa

E alguém duvidava de um resultado diferente se não fosse uma Mercedes na pole para este primeiro round da temporada 2015? Talvez a única coisa que pensássemos é de as coisas fossem menos fáceis para eles, mas foi totalmente ao contrário: a volta de Lewis Hamilton não foi apenas espetacular, a ponto de enfiar mais de 1s3 nas costas de um carro não Mercedes (no caso a Williams de Felipe Massa, o terceiro), como também quebrar o tempo do ano passado e ainda pulverizar a marca de 2013 - ainda na era dos motores V8 - com seis décimos de vantagem. Pois é, o motor pode até não fazer barulho, despertar a ira dos "puristas" que reclamam tanto que isso não é motor de F1 e blá, blá, blá... mas a verdade é que esta era de motor turbo híbridos já começa a atingir os mesmos níveis dos velhos V8. Imaginem quando atingir os tão sonhados 1.000cv de potência...
Sobre o treino, tirando fora a supremacia da Mercedes - mesmo com Rosberg errando em sua volta rápida - esta tornou-se interessante: podemos ver a forma em que a Ferrari conseguiu enfrentar a Williams de igual para igual, mostrando à equipe inglesa que ela não estará sozinha na batalha para ser a melhor do resto. E isso é importante, pois a própria Ferrari sempre teve ótimas sextas e péssimos sábados, que culminavam em corridas altamente trabalhosas nos tempos de Alonso/Massa e Alonso/Raikkonen. Se as coisas forem deste modo daqui para frente, eles podem imaginar um bom cenário no futuro. Mas a batalha entre as duas, que dividiram seus carros na terceira e quarta filas, será o ponto alto da corrida.
Ricciardo, ainda com problemas de balanço no seu Red Bull, conseguiu levar o carro ao Q3 e fez uma bela volta para garantir o sétimo posto. Do mesmo modo, Carlos Sainz Jr fez um bom trabalho ao conseguir um oitavo lugar com a Toro Rosso - que no momento aparenta estar mais equilibrada que a equipe mãe - e já sai na frente de Verstappen, nesta que será uma batalha interessantíssima neste ano. Felipe Nasr não foi ao Q3, mas teve um bom desempenho ao ficar em 11º e colocar enquanto que Ericsson só foi melhor que o duo da Mclaren. E falando neles, não é surpresa que tenham ido tão mal nesta classificação, já que pelos vídeos fica nítida a baixa velocidade em que estavam andando. Só resta saber em que volta vão recolher os carros.

O que esperar da corrida?

No mundo da Mercedes, uma batalha interessante entre os dois companheiros. Mas Hamilton enfrentou em alguns momentos da classificação, problemas de vibrações nos pneus e isso pode ser um fator a mais nesta prova. E para o restante, uma batalha das boas entre Ferrari e Williams para ver quem fica com as migalhas.

Grid de largada para o Grande Prêmio da Austrália - 1ª Etapa

PosPilotoCarroTempoDif
1Lewis HamiltonMercedes1m26.327s -
2Nico RosbergMercedes1m26.921s 0.594s
3Felipe MassaWilliams/Mercedes1m27.718s 1.391s
4Sebastian VettelFerrari1m27.757s 1.430s
5Kimi RaikkonenFerrari1m27.790s 1.463s
6Valtteri BottasWilliams/Mercedes1m28.087s 1.760s
7Daniel RicciardoRed Bull/Renault1m28.329s 2.002s
8Carlos Sainz Jr.Toro Rosso/Renault1m28.510s 2.183s
9Romain GrosjeanLotus/Mercedes1m28.560s 2.233s
10Pastor MaldonadoLotus/Mercedes1m29.480s 3.153s
11Felipe NasrSauber/Ferrari1m28.800s -
12Max VerstappenToro Rosso/Renault1m28.868s -
13Daniil KvyatRed Bull/Renault1m29.070s -
14Nico HulkenbergForce India/Mercedes1m29.208s -
15Sergio PerezForce India/Mercedes1m29.209s -
16Marcus EricssonSauber/Ferrari1m31.376s -
17Jenson ButtonMcLaren/Honda1m31.422s -
18Kevin MagnussenMcLaren/Honda1m32.037s-
  

Nenhum comentário:

Postar um comentário