terça-feira, 30 de agosto de 2011

GP da Bélgica- Corrida- 12ª Etapa

Meu palpite inicial era que a Mclaren dominaria as ações em Spa neste último final de semana. A meu ver, o time de Woking era p que reunia as melhores condições para a prova: um motor potente, que ajudaria muito na subida da Eau Rouge, e nas partes velozes como a reta Kemmel e Blanchimont e sem contar, claro, com seus valores humanos. Hamilton sempre esteve em boas situações lá, enquanto que Button também sempre se mostrou veloz. Com a possibilidade de chuva as chances da Mclaren aumentariam ainda mais. Com o tempo seco, as coisas se igualariam com Red Bull e Ferrari e foi o que acabou acontecendo e Vettel, mesmo com problemas de bolhas que lhe obrigou parar uma vez mais que seus contendores, pode voltar ao lugar mais alto do pódio que lhe fugia desde a corrida de Nurburgring.
Essa prova acabou sendo mais de decepções: a Mclaren esteve um tanto abaixo do que eu esperava. Hamilton não foi tão combativo como de costume e quando estava disputando posição com Kobayashi, acertou o piloto japonês no final da reta Kemmel indo parar no guard rail. Button fez mais uma de suas corridas de recuperação ao sair de 13º e terminar em terceiro. Sim, foi mais uma demonstração de como fazer uma corrida rápida e ao mesmo tempo economizar pneus. Caso tivesse largado mais à frente, poderia ter discutido a vitória com Vettel. Por falar em pneus, a Pirelli levou para lá dois compostos: os macios e médios. Os primeiros causaram bolhas nos Red Bulls e na Mclaren de Hamilton, forçando-lhes uma parada prematura antes de completassem 10 voltas. Isso perdurou até a metade da corrida, quando os dois carros rubro taurinos trocaram para os médios e os problemas foram, digamos, levemente sanados de modo que pudessem completar a corrida com total segurança. Outra que sofreu com pneus foi a Ferrari. Até aí tudo bem, afinal todos sabem que seus problemas aparecem quando estão usando os duros, mas em Spa a coisa mudou de figura quando Alonso, que era um dos favoritos a vencer, começou a perder rendimento após a sua última parada de box para colocar pneus médios. Ele se encontrava em segundo e rapidamente foi alcançado e ultrapassado por Webber e Button, fechando a corrida em quarto. Massa até que fez um bom início de corrida, mas, como sempre perdeu o ritmo com o decorrer da prova. Ficou um bom período atrás de Rosberg e isso o atrasou bastante e na segunda parte da prova, após ter feito a sua terceira parada, voltou ao box para trocar um pneu furado que o jogou para o meio do pelotão. Recuperou-se, mas só chegou em oitavo. Bruno Senna, que havia conseguido um belo sétimo lugar na classificação, jogou tudo ralo abaixo na largada quando acertou Alguersuari, forçando o abandono do espanhol. Tomou uma punição por isso e chegou em 13º. Barrichello tomou uma sova de Maldonado. Enquanto que o venezuelano marcava seu primeiro ponto na F1, Rubens chegava em 16º.
Outras duas coisas que tenho que destacar nessa prova, foram os duelos: Massa vs Alonso vs Hamilton nas primeiras voltas foram sensacionais, mas o que dizer de Webber dividindo a entrada da Eau Rouge lado a lado com Alonso no melhor estilo Bellof vs Ickx em 1985? A diferença é que Alonso teve juízo e tirou o pé, mas que foi de gelar e espinha, foi. Vettel também foi formidável ao ultrapassar Rosberg por fora na... Blanchimont! Foram belos momentos de total coragem.
A corrida de Spa serviu para reabilitar a Red Bull, que voltou a vencer com Vettel e viu suas rivais ficarem pelo caminho. Dependendo de qual for o resultado em Monza, Sebastian já pode colocar a champanhe para gelar e espoucá-la ao final do GP de Cingapura, para comemorar seu segundo título mundial.
 Massa, Hamilton e Alonso protagonizaram um ótimo duelo no início da corrida. Melhor para os dois de trás...
 Hamilton teve mais um final de semana desastroso: um ritmo de prova abaixo do esperado e um toque com Kobayashi que acabou resultado no forte acidente no final da reta Kemmel
 Quem tira vai tirar o pé primeira???? Alonso e Webber se preparam para dividir a entrada da Eau Rouge

Button fez mais uma de suas provas de recuperação neste ano: saiu de 13° para 3°. Caso tivesse largado mais à frente, poderia ter discutido a vitória com Vettel
Alguersuari fez um bom trabalho na classificação ao colocar sua Toro Rosso em 6° no grid, mas o acidente na largada causado por Bruno Senna pôs tudo a perder

Resultado Final
Grande Prêmio da Bélgica- 12ª Etapa
Circuito de Spa-Francorchamps- 44 voltas
28/8/2011

1. Sebastian Vettel (ALE/Red Bull) - 1h26min44s893
2. Mark Webber (AUS/Red Bull) - a 3s741
3. Jenson Button (ING/McLaren) - a 9s669
4. Fernando Alonso (ESP/Ferrari) - a 13s022
5. Michael Schumacher (ALE/Mercedes) - a 47s464
6. Nico Rosberg (ALE/Mercedes) - a 48s674
7. Adrian Sutil (ALE/Force India) - a 59s713
8. Felipe Massa (BRA/Ferrari) - a 1m06s076
9. Vitaly Petrov (RUS/Lotus Renault) - a 1m11s917
10. Pastor Maldonado (VEN/Williams) - a 1m17s615
11. Paul di Resta (ESC/Force India) - a 1m23s994
12. Kamui Kobayashi (JPN/Sauber) - a 1m31s976
13. Bruno Senna (BRA/Lotus Renault) - a 1m32s985
14. Jarno Trulli (ITA/Team Lotus) - a 1 volta
15. Heikki Kovalainen (FIN/Team Lotus) - a 1 volta
16. Rubens Barrichello (BRA/Williams) - a 1 volta
17. Jerome d'Ambrosio (BEL/Virgin Racing) - a 1 volta
18. Timo Glock (ALE/Virgin Racing) - a 1 volta
19. Vitantonio Liuzzi (ITA/Hispania) - a 1 volta

Não completaram a prova:
Sergio Perez (MEX/Sauber): na 27ª volta
Daniel Ricciardo (AUT/Hispania): na 13ª volta
Lewis Hamilton (ING/McLaren): na 12ª volta
Sebastien Buemi (SUI/Toro Rosso): na 6ª volta
Jaime Alguersuari (ESP/Toro Rosso): na 1ª volta

FOTOS: AP; EFE; AFP; ITV.COM

Nenhum comentário:

Postar um comentário