sexta-feira, 31 de julho de 2009

Enquanto isso...

A Ferrari pediu, por email as equipes da FOTA, a permissão para que Schumi testasse a F-60 para pegar a "mão" do carro deste ano. De ínicio eles vetaram, mas logo depois liberaram o teste por apenas um dia.
Schumi já testou hoje com o carro de 2007 com pneus slick e pouca asa. Mas a decisão de poder treinar com a F-60 ainda depende da aceitação de Williams e Force India que estão suspensas da entidade, ainda reflexo da guerra FIA x FOTA.


Lá em Salvador, onde será a realizada a 6º etapa da Copa Nextel Stock Car, foi feito testes no circuito urbano e, segundo Felipe Giaffone que efetuou os testes, a pista deve receber 2 chicanes em pontos que ainda vão ser avaliados. Felipe Maluhy, menbro da Comissão de Segurança dos Pilotos, gostou do circuito: "O circuito em si é muito bom. A pista tem dez metros de largura, o que é um tamanho razoável; é mais ou menos dois metros mais estreita do que autódromos como Interlagos e Curitiba, por exemplo"
É a primeira vez que a Stock correrá em circuito urbano. A prova vai acontecer em 9 de agosto.

Continuando em Salvador, ainda sobre a Stock, os ingressos acabaram em 48 horas. E a turma tirou o couro ao cobrar 120 reais pelo ingresso ( tá doido!!!) que acabou num piscar de olhos. A Vicar abriu mais dois pontos para o público, que custam o mesmo preço.
E ainda tem mais dois pontos que custam barato, que é chamada de Praça dos Telões, onde você paga 10 reais para ver, vejam só, os carros por telões de alta definição. Essa praça vai ficar atrás dos camarotes e as arquibancadas P1 e P2.
Avisem aos nossos amigos baianos que já inventaram a TV e que não precisam pagar 10 reais para não ver os carros ao vivo. É o mesmo que comprar e não levar. Tsc, tsc, tsc...



Neste fim de semana aqui em São Paulo, Interlagos, vai acontecer a 27º edição dos 500km de Interlagos. A prova contará com a presença de 37 carros, segundo a lista de inscritos, que contará com Porsches, Ford GT, Ferraris e um punhado de protótipos. O evento ainda terá corrida de carros antigos, festival de regularidade, competição entre carros Mitsubishi e ainda, de quebra, shows de rock e exposição de carros antigos.
A largada será as 13 horas do domingo, com previsão de 4 horas de prova (mas por experiência própria, como bandeirinha, vai ser por volta de 3 horas e pouca de corrida, isso com pista seca, mas se chover, o que não vai ser novidade alguma, dai passa das 4 horas de prova fácil, fácil).
A entrada é um quilo de alimento.

Começou a debandada

A BMW já deu seu adeus a F1 para o ano de 2010 e de quebra, pelo que li, também já mandou um email pra F-BMW dos EUA e Ásia dizendo que as categorias vão para o limbo também. Novidade, acho que não!

Essas fábricas, e dai incluo todas, quando entram na F1 o seu pensamento único é ter retorno com sua exposição, o que até conseguem, mas ao sinal de qualquer crise, pífio que seja, já caem fora. Não é a toa que Mosley teve a famosa queda de braço com os construtores neste ano, e na verdade, lá finzinho ele tinha um pouco de razão e agora com essa saída da BMW ele vai bater no peito e dizer: " eu tinha razão, não disse!".
A saída da fábrica da bávara não exatamente pela crise- pelo menos é o que dizem- mas sim por que não conseguiu o retorno($$$$) que queriam quando entrou nessa jogada. E dai quem paga o pato é os outros, a molecada da Ásia e EUA que saem do kart. Ainda bem que eles tem sorte por ter algumas categorias de base por lá que acabam comportando os jovens pilotos, mas se fosse aqui no Brasil, pobres coitados...
A Petronas pode comprar a BMW, mas a imprensa especula que a companhia petrolífera pode apenas manter o patrocínio para atrair compradores.
Agora quem acena com a saída é a Mercedes. Sócia majoritária da Mclaren desde 98, a fábrica das 3 pontas também se "animou" com o anúncio da BMW em se retirar da competição em 2010 e pode cair fora também. A Mercedes está envolvida, além da Mclaren, Brawn e Force India no fornecimento de motores, na DTM, F-3 européia e outras categorias espalhadas pelo mundo e isso poderia deixar mais outros a pé no próximo ano. Mas eles estão apenas discutindo se é válido continuar a gastar tanto com o esporte, mas ao mesmo tempo disseram que a saída da BMW não vai influenciar em nada o comprometimento da fábrica na F1.

Ano passado foi a Honda que começou a puxar o bonde ao anunciar sua saída nos testes de pré-temporada, deixando todos empregados com as calças na mão até fevereiro, quando Ross Brawn comprou a equipe e a transformou na líder do mundial de construtores e pilotos na mais bem sucedida estréia de uma equipe na história da competição.

quinta-feira, 30 de julho de 2009

Substituto de luxo

Pra ser sincero, não acreditava muito nessa negociação mas como na F1 nem tudo é mentira, também não abaixei a guarda e fiquei esperando o desenrolar desse papo. E não é que o alemão topou voltar!


Pela quantia de 8,5 milhões de doláres, por corrida, diga-se de passagem, Schumi resolveu deixar sua aposentadoria de lado para substituir o covalescente Massa a partir do GP da Europa, em Valência.


A Ferrari já começou um trabalho de preparação física, afinal Schumacher está fora de combate desde 2006 quando encerrou sua carreira e desde ano passado não treina com F1, quando testou o F2008 em abril do ano passado em Montmeló, Espanha.


Será interessante ver Schumi de volta. A F1 passou por transformções radicais desde sua saida, mas e como vai se sair o heptacampeão???


Se sabe que sua condição física não é das melhores, mas também não está gordo, porém seu ritmo de prova estará abaixo dos demais e isso vai complicar as coisas para o alemão.


Mas e se ele vencer? Claro que ai vão aparecer muitas "Mães Dinahs" dizendo "eu já sabia, afinal ele é o melhor e a F1 continua a mesma". Caso ele perca, vai muita história, tipo " não deveria ter voltado" e outras coisas mais. Essas pérolas vão sempre aparecer, mas o mais legal de tudo será a volta do maior recordista, pelo menos por essas corridas até a volta de Massa.


Schumi vai fazer o mesmo caminho dos novatos, testando em um simulador na FIAT já que os testes estão proibidos e o máximo que podem é fazer testes em linha reta.


A sua volta me fez lembrar Mansell em 94 quando foi chamado as pressas para substituir o falecido Senna na Williams. Ele retornou no GP da França daquele ano e de cara marcando a pole. Mas na prova, a partir de uma largada foguete da terceira posição, Michael Schumacher, de Benetton, ignorou a presença do leão e cravou a primeira de sete vitórias em Magny Cours e ao final do ano sagrou-se campeão.


E, 15 anos depois, Schumi se encontra na mesma condição, mas se seu desempenho será pífio como o de Mansell em 94, só depois de Valência que vamos ter essa confirmação.


Mas ainda acho que é só o tempo de pegar a mão do carro que ele ainda não teve chance de testar, mas tem informações sobre o mesmo o que pode ajudar um pouco.


Tratando-se de Schumi não se pode duvidar de nada!

terça-feira, 28 de julho de 2009

Quem será???



Os últimos dias tem sido de especulação total de quem pode substituir Massa nos próximos Gps. Gené e Badoer, pilotos de testes da Ferrari, são os mais cotados para assumir o lugar do brasileiro, mas acredito eu que o espanhol é o mais forte entre os dois até pelo fato dele sempre se apresentar nas corridas como terceiro piloto caso aconteça algo com um dos 2 titulares, mas isso antes do final de semana de cada corrida, pois os pilotos participam do briefing na sexta feira de cada GP e lá fica combinado não será permitido a entrada de outro piloto reserva caso aconteça algo com o titular. Por isso que a Ferrari não colocou outro no lugar do Massa no domingo.


Mas outro nome surgiu com muita força nessas últimas horas, o nome dele, Michael Schumacher.


O heptacampeão, que tem exercido a função de consultor na Ferrari desde sua aposentadoria, junto com seu empresário Willi Weber, disseram que está fora de qualquer cogitação voltar a correr. Segundo Weber, a pressão em cima de Schumi seria enorme, pelo fato de cobrarem vitórias e também dele não ter testado esse carro ainda. Schumi andou de F1 em abril do ano passado.


Acredito eu que o substituto será mesmo Gené pelas próximas corridas, mas ainda não descarto a volta do alemão até por que, segundo o que saiu imprensa, dependendo da oferta que a Ferrari fazer ele pode até voltar, dai correndo em Spa e Monza.




O Massa ta se recuperando bem, que bom!


Hoje, segundo seu pai Titônio, ele já sentiu fome: "Pela primeira vez, o Felipe manifestou fome e o desejo de comer alguma coisa, mas ainda não é possível receber alimentação sólida. Foi também um dia movimentado pelo número de visitas. O Popó Bueno chegou e também estiveram aqui Jean Todt, Stefano Domenicali e sua esposa. Para amanhã (quarta), estamos esperando a Fernanda (irmã do Felipe) e outra vez o Luca di Montezemolo. Com tanta gente diferente, o Felipe acabou falando em português, inglês e italiano, sempre se expressando com clareza"


Os médicos estão animados com sua rápida recuperação e talvez, já na quinta, ele pode ser transferido para Paris onde dará continuação á recuperação. Depois de recuperado, ele pode ir para Mônaco ou São Paulo onde tem residência.


segunda-feira, 27 de julho de 2009

Telas, pára-brisa e outras lorotas

Nesses últimos dias após o acidente do Massa na Hungria tenho lido alguns comentários e ouvido de alguns amigos meus coisas curiosas.
Por exemplo, pq não colocam uma tela de proteção a frente do piloto??? Não daria certo, até porque aquilo seria uma arma contra o próprio. Imagina aquilo se desprendendo do carro no meio de uma reta e com outro carro logo atrás? Seria aidente na certa com proporções até piores do que o do Massa.
Outra também foi a de colocar um pára-brisa no carro afim de evitar esses acidentes? Idéia que não ia vingar de jeito nenhum. Os projetistas tem uma luta histórica contra os pneus, que são as maiores barreiras aerodinâmicas nos carros de rodas expostas, e colocando outra barreira para complicar ainda mais o fluxo de ar não seria bem vindo, sem contar, de novo, com o perigo de voar a peça.
Ainda bem que o Max não ouviu essas dicas, se não...

Enquanto isso, a Renault foi punida por deixar Alonso sair com o pneu mal colocado dos boxes e pode ficar de fora do GP da Europa que será disputado nas ruas de Valência.
Até entendo o cuidado da FIA com esse negócio de perder peças pela pista e poder causar graves acidentes, como o de sábado e até algo pior como aconteceu com o filho de Surtees uma semana antes em Brands Hacht, durante a etapa da F2, quando um carro bateu na barreira de pneus, soltou uma das rodas que atingiu Henry Surtees na cabeça.
Mas vale lembrar que já tivemos casos iguais e nada aconteceu, como, por exemplo o próprio Alonso em 2006 quando era segundo na Hungria (que coincidência, não?) e abandounou a prova sem tomar punição alguma.
A Renault deve entrar com recurso, mas só DEUS sabe quando.

Depois do treino de sábado que fui ver o porque Bourdais esperneou quando foi mandado embora da Toro Rosso para dar lugar ao jovem Jaime Alguersuari. A equipe estreou um pacote de novidades ( não gosto desse termo, pacote pra mim é de pão, bolacha... as vezes da impressão que o carro vem num pacote mesmo), que por sinal é idêntico ao da Red Bull (por que será né?) e Buemi colocou o carro em 11º e Alguersuari em 20º (normal para um estreante). Mas Buemi não foi tão bem na prova e não soube aproveitar o bom carro daquele fim de semana, terminando em 16º atrás de... Alguersuari que ficou em 15º!!!
E na França Bourdais só pensando: "Se eu estivesse lá..."

Nelsinho Piquet não foi, novamente, bem na classificção e largando em 15º não teria muito o que fazer mas teve uma chance quando esteve em 8º na prova, logo atrás de Button, mas teve que ir aos boxes e terminou em 12º.
Mas deve ter tido uma pontinha vingança ao ver Alonso, que fez um pole voadora, ficar pelo caminho sem pneu.

Por falar em Alonso, foi de cortar o coração ver o espanhol ficar pelo caminho. A sua pole no final do treino, apesar de ficar procurando quem tinha marcado o melhor tempo, foi uma mostra de que ele ainda é o melhor da categoria. Mas na corrida a Renault pisou feio na bola e tirou dele um pódio quase certo e o pior é que podem ficar de fora justamente na casa de Alonso!!!

Os brasileiros não estava numa jornada muito sortuda nesse fim de semana. Além do acidente do Massa, Tony Kanaan sofreu algumas queimaduras durante a etapa da IRL disputada em Edmonton, Canadá. Durante seu reabastecimento, o etanol espirrou e incendiou o carro de Kanaan logo após ele sair do seu box parando alguns metros depois quando o fogo invadiu seu cockpit. Equipes da Penske, Chip Ganassi e da Andretti-Green, equipe de Tony, correram e jogaram água nele para apagar o fogo. Tony sofreu algumas queimaduras nas mãos e numa pequena parte do rosto.
Na corrida a vitória ficou com Will Power, da Penske (mas a equipe é do filho de Roger Penske), seguido por Castroneves (Penske) e Scott Dixon (Chip Ganassi).
No campeonato Dixon é o primeiro com 380 pts; Franchitti 377; Briscoe 366; Castroneves 309. Tony é o 9º com 239; Mattos é o 14º com 194 e Moraes 17º com 169 pts.


domingo, 26 de julho de 2009

E Hamilton vence

De alguma forma foi uma vitória tranquila. Ainda sobre a tensão do acidente de Massa e sua recuperação, Hamilton voltou a colocar a Mclaren na tabela dos vencedores fato que não acontecia desde o GP da China do ano passado.
Por mais que ele tenha saído na 4º posição e sofrido um "chega pra lá" de Raikkonen ainda na largada, ele conseguiu contornar a primeira curva na frente do finlandês e partiu para o ataque em cima de Webber.
Enquanto Alonso sumia na frente, Hamilton tratava de ultrapassar Webber e ir á caça do espanhol. Em poucas voltas descontou a desvantagem de quase 3 segundos reduzindo para míseros 1.2 segundos.
Dai a estrela de Hamilton brilhou quando Alonso foi para a sua parada, na volta 12, e o mecânico responsável pelo pneu dianteiro direito não apertou a porca corretamente e devolveu Alonso em 6º, mas alguns quilometros depois ele perdeu esse pneu voltando aos boxes em três rodas. Recolocou o pneu, mas abandonou em seguida.
Assim, com caminho livre e um ritmo forte, ele abriu uma boa diferença para fazer seu pit-stop e voltar ainda em primeiro. O resto da prova foi tranquila para o inglês da Mclaren que voltou ao topo do pódio após um inicio desanimador de campeonato, com um carro medíocre e muito mal concebido.
Se pra Mclaren e Hamilton foi a redenção, para os demais um fim de semana para esquecer, como por exemplo Vettel que acabou por abandonar o GP antes da metade com problemas em seu Red Bull. Button andou a prova toda oscilando entre a sexta e a oitava posição e fechou em sétimo, mostrando que o carro da Brawn, que estreou evoluções nessa etapa, não teve efeito nenhum. E assim como seu companheiro, Barrichello também não passou da décima posição. O que foi de estranhar é que optaram por ficar na pista até a volta 33 e, teoricamente, já que este largara em 12º, estava mais pesado assim podiam ter feito apenas uma parada aumentando as chances dele conseguir uma posição na casa dos pontos, mas voltou a fazer um pit perto do fim da prova, matando assim qualquer chance de pontos. Webber foi o único dos quatro a sorrir, pois fechou em 3º e viu subir de posição na tabela de pontos ao assumir a vice liderança, 18,5 atrás de Button que tem 70.
Mas outros tiveram uma boa jornada, como Raikkonen que saiu de 7º e pulou para quarto numa largada relâmpago e conquistou a posição de Webber nos boxes, após um atraso da Red Bull em liberar o australiano dos boxes, e ficou em segundo. Rosberg mostrou uma boa evolução na performance do carro da Williams ao andar entre os 5 primeiros a prova toda e fechar em 4º. Kovalainen confirmou a boa jornada da Mclaren terminando em 5º após fazer boa parte da corrida em quarto e Glock, que largou em 13º, andou em terceiro na parte final da prova dando uma pressão em Kimi e acabou em 6º.
A Renault acabou por ser excluída da próxima etapa por ter sido negligente ao deixar Alonso sair dos boxes com o pneu solto, a equipe vai recorrer ao processo, mas ainda não sabe a data certa.
O Nelsinho deve tá dando risadas e gritando "bem feito".

Classificação final do GP da Hungria 10º etapa:


Lewis Hamilton
McLaren
1h38min23s876
Kimi Räikkönen
Ferrari
a 11s529
Mark Webber
Red Bull
a 16s886
Nico Rosberg
Williams
a 26s967
Heikki Kovalainen
McLaren
a 34s392
Timo Glock
Toyota
a 35s237
Jenson Button
Brawn GP
a 55s088
Jarno Trulli
Toyota
a 1min08s172
Kazuki Nakajima
Williams
a 1min08s774
10º
Rubens Barrichello
Brawn GP
a 1min09s256
11º
Nick Heidfeld
BMW
a 1min10s612
12º
Nelsinho Piquet
Renault
a 1min11s512
13º
Robert Kubica
BMW
a 1min14s046
14º
Giancarlo Fisichella
Force India
a 1 volta
15º
Jaime Alguersuari
Toro Rosso
a 1 volta
16º
Sébastien Buemi
Toro Rosso
a 1 volta
17º
Sebastian Vettel
Red Bull
Não terminou
18º
Fernando Alonso
Renault
Não terminou
19º
Adrian Sutil
Force India
Não terminou
Melhor volta: Mark Webber - 1min21s931

sábado, 25 de julho de 2009

Temores de uma nova trágédia

Era o final da segunda parte do treino classicatório. Massa estava em 8º naquele momento e partia para sua volta rápida. Qunado se aproximava de uma curva, após um pequeno trecho em reta, ele pessaou reto e bateu de frente na barreira de pneus. Até ali não sabiam o que tinha acontecido, mas era estranho ao máximo afinal escapar reto e bater daquele jeito, dava indicios de alguma quebra e não erro humano.
Quando mostraram a cena onboard do carro de Massa, a primeira vista, o q se viu foi ele trocando as marchas e de repente o carro passou reto e começou a perder aceleração e no gráfico que fica a esquerda do vídeo, mostrando a força G, aceleração, freada e outros dados do carro, mostrou que ele freava e acelerava ao mesmo tempo.
Numa repetição do video, passou um vulto próximo a cabeça do piloto e logo constatou que era uma peça, que olhando mais atentamente vi que tinha atingido a cabeça do lado esquerdo de Massa.
O socorro médico chegou alguns minutos depois, quando viram que o plioto brasileiro estava desmaiado dentro do carro e a preocupação aumentou ainda mais quando a ambulância chegou (de imediato, naquele momento, me transferi para o 1º de maio de 1994).
Massa foi retirado do carro e levado para o hospital do autódromo, ainda consciente (o que já foi um alívio) e lá passou por exames que constataram um corte no seu supercilio esquerdo.
Barrichello, que estava na frente de Massa no momento do acidente e que suspeitam que a mola tenha se soltado de seu carro, esteve no hospital local e disse que ele estava bem, mas com um corte na cabeça e agitado.
Ele foi sedado e levado para o Hospital Militar de Budapeste e lá acabou por sofrer uma cirurgia para a retirada de fragmentos ósseos que estavam na parte do supercilio cortado.
O médicos optaram, após a cirurgia para a retirada dos fragmentos, de induzir o piloto a um coma por essa noite. Uma tomografia computadorizada vai revelar se pode haver sequelas ou não no crânio de Massa.
Ele não corre neste domingo e a Ferrari só vai estar com o carro de Kimi na pista.


O treino
Fernando Alonso larga na pole para esta décima etapa do mundial. Conquistou a sua pole no final do treino, mas na verdade nem ele e ninguém sabia quem tinha ficado com a posição de honra (e a verdade é de honra mesmo, afinal é muito complicado ultrapassar lá). Quando desceu do carro, ele perguntou um por um dos pilotos que ali estavam, Vettel, Button, Hamilton, Webber e Rosberg que tinham conseguido bons tempos. Bernie Eclestone conversou com todos eles e esclareceu que os computadores enfrentaram problemas em transmitir os tempos para todos, inclusive as equipes.
Com tudo resolvido a pole ficou com Alonso, que não largava na frente desde o GP da Itália de 2007, quando corria de Mclaren.



O grid ficou assim:
1 - Fernando Alonso (ESP/Renault)Q1 - 1min21s313Q2 - 1min20s826Q3 - 1min21s569
2 - Sebastian Vettel (ALE/Red Bull)Q1 - 1min21s178Q2 - 1min20s604Q3 - 1min21s607
3 - Mark Webber (AUS/Red Bull)Q1 - 1min20s964Q2 - 1min20s358Q3 - 1min21s741
4 - Lewis Hamilton (ING/McLaren)Q1 - 1min20s842Q2 - 1min20s465Q3 - 1min21s839
5 - Nico Rosberg (ALE/Williams)Q1 - 1min20s793Q2 - 1min20s862Q3 - 1min21s890
6 - Heikki Kovalainen (FIN/McLaren)Q1 - 1min21s659Q2 - 1min20s807Q3 - 1min22s095
7 - Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari)Q1 - 1min21s500Q2 - 1min20s647Q3 - 1min22s468
8 - Jenson Button (ING/Brawn)Q1 - 1min21s471Q2 - 1min20s707Q3 - 1min22s511
9 - Kazuki Nakajima (JAP/Williams)Q1 - 1min21s407Q2 - 1min20s570Q3 - 1min22s835
10 - Felipe Massa (BRA/Ferrari)*
11 - Sébastien Buemi (SUI/Toro Rosso)Q1 - 1min21s571Q2 - 1min21s002
12 - Jarno Trulli (ITA/Toyota)Q1 - 1min21s416Q2 - 1min21s082
13 - Rubens Barrichello (BRA/Brawn)Q1 - 1min21s558Q2 - 1min21s222
14 - Timo Glock (ALE/Toyota)Q1 - 1min21s584Q2 - 1min21s242
15 - Nelsinho Piquet (BRA/Renault)Q1 - 1min21s278Q2 - 1min21s389
16 - Nick Heidfeld (ALE/BMW)Q1 - 1min21s738
17 - Giancarlo Fisichella (ITA/Force India)Q1 - 1min21s807
18 - Adrian Sutil (ALE/Force India)Q1 - 1min21s868
19 - Robert Kubica (POL/BMW)Q1 - 1min21s901
20 - Jaime Alguersuari (ESP/Toro Rosso)Q1 - 1min22s359

sexta-feira, 24 de julho de 2009

Assaltos em Valência

A FIA está um tanto preocupada com a segurança no aeroporto de Valência, quando euquipes, pilotos e dirigentes vão desembarcar para a realização da 11º etapa do mundial o GP da Europa nas ruas da cidade espanhola.
Houve vários assaltos dentro do aeroporto, pontos de táxis e outros locais daquela região.
Mas se eles, que vem ao Brasil todo ano e saem ilesos, não será dessa que vão ser assaltados.

E na sexta, Mclaren na frente.

Ora, ora, ora!!!
E não é que a Mclaren deu o ar da graça em hungaroring nessa sexta?
Assim como na sexta do GP da Alemanha 15 dias atrás, quando Hamilton foi o mais rápido da turma, a equipe de Woking voltou a dar as cartas nos treinos. A equipe marcou os dois melhores tempos, com Hamilton a tomar a primeira posição de Kovalainen no final do dia. Os carros da Mclaren apresentam modificações na traseira do carro desde Nurburgring, em especial o carro de Hamilton que já havia andado lá com essas novidades. Agora é a vez de Kovalainen correr com o novo pacote e , segundo ele, é muito melhor que o antigo.
Enquanto a Mclaren dominava o treinos, a briga entre Brawn GP e Red Bull ficou morna.
O melhor dos 4 foi Mark Webber que ficou em quarto, seguido por Vettel 6º. Na Brawn, Barrichello fechou em 7º e Button apenas em 13º. A equipe inglesa estréia um novo pacote de inovações para essa etapa.
A Renault marcou o 12º tempo com Alonso e 15º com Piquet. Este último, voltou a trocar farpas com Flávio Briatore quando este, em uma entrevista com jornalistas brasileiros no motorhome da equipe francesa, fez criticas pesadas sobre o brasileiro. Nelsinho por sua vez soltou essa frase, que indica o grau do desgaste dele com o dirigente: "Ele é um empresário e não entende porra nenhuma. Todo mundo me pergunta 500 vezes por dia o que está acontecendo e tenho que ficar quieto? Tenho que falar". Depois dessa precisa adivinhar o q vai acontecer depois da prova?
E a Ferrai ficou em 11º com Raikkonen e em 18º com Massa, mas não acredito que isso possa acontecer amanhã!
O classificatório será as 14 horas da Hungria, 9 da manhã aqui no Brasil.

Tabela de tempos dessa sexta em Hungaroring:

1 - Lewis Hamilton (ING/McLaren) - 1min22s079 2 - Heikki Kovalainen (FIN/McLaren) - 1min22s1263 - Nico Rosberg (ALE/Williams) - 1min22s1544 - Mark Webber (AUS/Red Bull) - 1min22s3695 - Kazuki Nakajima (JAP/Williams) - 1min22s4266 - Sebastian Vettel (ALE/Red Bull) - 1min22s5507 - Rubens Barrichello (BRA/Brawn GP) - 1min22s6418 - Jarno Trulli (ITA/Toyota) - 1min22s6639 - Nick Heidfeld (ALE/BMW) - 1min22s69010 - Timo Glock (ALE/Toyota) - 1min22s75111 - Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari) - 1min22s76312 - Fernando Alonso (ESP/Renault) - 1min22s79313 - Jenson Button (ING/Brawn GP) - 1min22s80614 - Felipe Massa (BRA/Ferrari) - 1min22s85515 - Robert Kubica (POL/BMW)- 1min22s87016 - Nelsinho Piquet (BRA/Renault) - 1min22s92717 - Adrian Sutil (ALE/Force India) - 1min22s97818 - Giancarlo Fisichella (ITA/Force India) - 1min23s02919 - Sebastien Buemi (SUI/Toro Rosso) - 1min23s17620 - Jaime Alguersuari (ESP/Toro Rosso) - 1min23s942

quinta-feira, 23 de julho de 2009

Enfim meu Blog!!

Me lembro ainda de quando eu fazia, e faço, meus cadernos de F1 escritos á mão, passando o resto do dia de domingo e a segunda feira escrevendo neles.
Quando eu o levava pra escola, na segunda ou na terça em diante, meus amigos sempre liam pra saber o que tinha acontecido na corrida e saber minha opinião sobre o acontecido.
Um grande amigo meu, Aureliano, me disse certa vez por que eu não publicava esses cadernos. Sempre achei essa idéia fascinante em ver meus cadernos sendo transformados em anuários e ao final da temporada vendidos em bancas de jornais e livrarias.
Mas resolvi criar um blog, 13 anos depois de ter começado essa brincadeira. Colocar minhas opiniões sobre automobilismo, em principal a Fórmula-1, minha grande paixão!
Nesse fim de semana terá o GP da Hungria, 10° etapa do mundial, onde terá mais um capítulo na briga Brawn vs Red Bull. A estréia de Jaime Alguersuari, o mais jovem piloto a correr na F1 com apenas 19 anos, no lugar de Sebastien Bourdais. A última corrida, ou não, de Nelsinho Piquet na F1 este ano, entre outras coisas e eu estarei aqui para postar minhas opiniões!
Um abraço á todos e até mais!