terça-feira, 13 de fevereiro de 2018

Foto 687: Pedro Rodriguez, Paul Ricard 1971

Pedro Rodriguez com a sua BRM no final de semana do GP da França de 1971, prova que marcou a estréia do circuito de Paul Ricard no calendário.
O piloto mexicano até vinha bem na prova ao abandoná-la na volta 27 por problemas de ingnição, quando era segundo. A prova foi vencida por Jackie Stewart, seguindo por François Cevert e Emerson Fittipaldi.
Para Rodriguez esta foi a sua última aparição na Fórmula-1: o piloto mexicano acabou por morrer semanas depois na etapa de Norisring válida pela Interserie, ao volante de uma Ferrari 512.

segunda-feira, 12 de fevereiro de 2018

Foto 686: John Surtees, Oulton Park 1970

O terceiro elemento...
John Surtees e o seu Surtees TS7 Cosworth durante a Gold Cup de 1970, em Oulton Park. O piloto inglês marcou a pole e venceu a primeira bateria, seguido por Jackie Oliver (BRM) e Jochen Rindt (Lotus). A segunda bateria foi vencida pelo austríaco da Lotus, seguido por Surtees e Oliver. Na soma das duas baterias, Surtees saiu como vencedor, com Rindt em segundo e Oliver em terceiro. A Gold Cup contava também com a presença dos carros da F5000 e nesta quem levou a melhor foi Howden Ganley, com um McLaren M10B Chevrolet.
Apesar de ser um evento extra-oficial, podemos considerar Surtees como o terceiro piloto a vencer na Fórmula-1 com um carro que levava seu nome, fazendo o trio com Bruce McLaren e Jack Brabham.

domingo, 11 de fevereiro de 2018

Foto 685: Moreno, 59

Não podia deixar passar o aniversário de um dos grandes desenvolvedores de carros do motorsport no mundo: Roberto Pupo Moreno chega aos 59 anos e a foto da postagem é de um dos seus milagres na Fórmula-1, quando levou a AGS aos pontos no GP da Austrália de 1987 com o sexto lugar conquistado.
A desclassificação de Ayrton Senna, que terminou em segundo e teve a sua exclusão pós prova por irregularidades nos freios da Lotus, deu a Moreno e a pequena AGS um grande momento de alegria numa época onde equipes pequenas conseguissem chegar aos pontos, era uma grande vitória.

Foto 684: Há 45 anos

Muito sol e água. Após um ano da prova extra-oficial que apresentou a Fórmula-1 ao público brasileiro, a categoria retornava a Interlagos para o seu primeiro GP oficial. E naquele sol escaldante do já distante 11 de fevereiro de 1973, o jeito foi refrescar a galera com banho de mangueira.
O "sofrimento" naquele calor valeria - e muito - a pena ao final daquele domingo: Emerson Fittipaldi arrebatou a vitória na sua casa, abrindo a sequência de três vitórias brasileiras no GP do Brasil. Acompanharam o brasileiro no pódio, Jackie Stewart e Denny Hulme.

sábado, 10 de fevereiro de 2018

Foto 683: 11 milésimos

Umas das tentativas de Ronnie Peterson em defender a sua liderança no ultra disputado GP da Itália de 1971. Logo em seguida Peter Gethin, preparando o bote para fisgar a primeira colocação e vencer aquela que seria a sua primeira e única conquista na Fórmula-1.
Os 11 milésimos mais famosos da categoria, naquela que foi a chegada mais apertada da história da Fórmula 1.
Infelizmente foi a última vez que a pista de Monza foi usada no seu formato original - sem contar as bancadas altas. Em 1972 a pista já estava recortada pelas chicanes e a variante Ascari.

sexta-feira, 9 de fevereiro de 2018

Foto 682: Phill Hill, Long Beach 1976

Antes que os carros da Fórmula-1 tomassem as ruas de Long Beach, na primeira aparição da categoria nas ruas da Califórnia, Phill Hill, então campeão do mundo de 1961 pela equipe italiana, tirou uma casquinha do Ferrari 312T reserva.
A prova foi dominada amplamente pela Ferrari, com direito a hat-trick de Clay Regazzoni e segunda colocação de Niki Lauda.

quinta-feira, 8 de fevereiro de 2018

Foto 681: Alfa Romeo

O retorno...
O incidente entre Bruno Giacomelli (Alfa Romeo) e Elio De Angelis (Shadow), durante o GP da Bélgica de 1979, em Zolder. Ambos abandonaram na volta 21. A prova foi vencida por Jody Scheckter, seguido por Jacque Laffite e Didier Pironi.
A prova marcou o retorno da tradicional fábrica italiana à Fórmula-1, após 28 anos.
A Alfa Romeo retornará ao grid da categoria - pela terceira vez - a partir do GP da Austrália, após um hiato de 33 anos.

domingo, 4 de fevereiro de 2018

Foto 680: GP da França, 1970

Os Matras em ação...
Henri Pescarolo indo à frente de Jean Pierre Beltoise durante o GP da França de 1970, disputado no belíssimo circuito de Charade em Clermont Ferrand.
Pescarolo terminou em quinto é Beltoise em 13o. A vitória foi de Jochen Rindt, com a Lotus.
O circuito francês é um dos mais belos a ter feito do calendário da Fórmula-1. E dos preferidos deste que vos escreve, claro.

sábado, 13 de janeiro de 2018

Foto 679: A nova Woodcote, 1975

A então nova Woodcote...
Jochen Mass e Brian Henton (mais atrás, com a Lotus) durante o final de semana do GP da Grã-Bretanha de 1975, experimentando a nova Woodcote que deixava de ser uma rapidíssima curva a direita para dar lugar a uma nova chicane, que ajudaria a "quebrar" a velocidade num dos circuitos mais velozes do calendário até então.
Se perdia o desfile veloz da original Woodcote, ganhava-se no bailar dos carros no contornar da nova chicane.

terça-feira, 9 de janeiro de 2018

Foto 678: Clay Regazzoni, Long Beach 1980

Uma breve sequência de fotos do acidente que encerrou a carreira de Clay Regazzoni, durante o GP de Long Beach de 1980.
Enquanto que aquele GP marcava a "passagem do bastão" entre as gerações de pilotos brasileiros, com a primeira vitória de Nelson Piquet e a terceira colocação de Emerson Fittipaldi, este também acabou marcando o fim melancólico para um dos nomes mais populares da categoria na década de 70.
Uma mistura de sentimentos naquela tarde nas ruas de Long Beach

quarta-feira, 3 de janeiro de 2018

Foto 677: Michael Schumacher, 49

Quando se corre em equipes históricas, sempre existe aquela chance de pilotar um carro histórico. Michael Schumacher teve esta oportunidade - e talvez outras - quando na sua passagem pra lá de vitoriosa na "Rossa" de experimentar um carro histórico: o 126-CB2 foi utilizado por Tambay e Arnoux na temporada de 1983, que marcou a última conquista da Ferrari no Mundial de Construtores até que eles retomassem a taça em 1999. Dezesseis anos depois Schumacher foi a pista de Fiorano com este carro, tirar uma "casquinha". O teste foi em comemoração a vitória do piloto alemão em San Marino, local onde a Ferrari não vencia desde 1983. Na ocasião, Tambay venceu a prova com este carro.
Hoje o grande piloto alemão completa 49 anos.