quinta-feira, 25 de setembro de 2014

Funk, sim. Automobilismo, não!

Acho engraçado algumas coisas que acontecem aqui na cidade de São Paulo, em especial no Autódromo José Carlos Pace. Os caras fecham a pista para uma reforma que inclui a troca do asfalto, alargamento da entrada dos boxes, reforma do pit-lane e outras coisas mais. Até aí tudo bem: tem sido de prache nos últimos anos fechar o autódromo por dois, três meses para atender as exigências da FIA, e enquanto isso categorias que deveriam manter as suas provas por lá se vêem obrigados a interromper as suas atividades ou mudar o seu calendário para não ficar sem a sua etapa naquela pista.
Pois bem, as corridas não podem acontecer devido a reforma. Ok, mas transferir os pancadões de funk para lá pode e pior, exatamente num período onde os últimos retoques para receber a prova da F1 estarão sendo concluídos. Vão transferir isso para porque o barulho e o consumo de drogas - fora outras coisas mais que devem acontecer nestes encontros - estão incomodando a vizinhança nos bairros da Capela do Socorro e Parelheiros, todos na zona sul da cidade.
O que eles esquecem é que ao redor do autódromo também existe uma vizinhança, essa qual que, quando tem o GP do Brasil de F1, reclama do barulho dos carros - este ano eles estarão livres disso. Creio que a prefeitura não pensou nisso.
No dia 13 de julho, quando aconteceu o último evento no autódromo antes de seu fechamento para a reforma - a etapa do Campeonato Paulista de Velocidade no Asfalto - houve um desses pancadões e o barulho era ensurdecedor e podia-se ouvir há quilometros. Não sei se houve alguma reclamação por parte da vizinhança, mas certamente, com a frequência que houver nestes bailes, as reclamações serão frequentes. Isto será acompanhado pela Polícia Civil Metropolitana e Polícia Civil. Mas será que mesmo assim, haverá organização suficiente? Afinal, como tudo nessa vida, começa bonito, nos conformes, organizado... mas depois vira uma várzea. E daí pra bagunça, é um pulo.
Não tenho nada contra, mas creio que há outros locais para tal realização. O sambódromo seria uma boa para isso. Não entendo porque não transferiram isso para lá. Se a questão for distância, não tem problema: é uma turma que consegue fácil transporte. Mas claro, o autódromo é perto e facilita bem a vida...
Enquanto isso o automobilismo regional continua impossibilitado de continuar o seu certame. Afinal de contas, o funk pode. O automobilismo, não.

quarta-feira, 24 de setembro de 2014

Vídeo: Largada do GP da Áustria, 1979

Claro que o vídeo chamará a atenção pelo saudoso e belo traçado do Osterreichring que sediou o GP da Áustria de 1978 e por outros tantos anos, mas digo a vocês que olhem a largada de Gilles Villeneuve (partindo da quinta posição) e depois o seu duelo contra Alan Jones naquela primeira volta.

Foto 397: Nelson

"Vamo logo com essa merda aí? Tá pra começar, porra!" É apenas uma das inúmeras coisas que dá para pensar nesta foto de Nelson Piquet já no cockpit de sua Brabham BT49 de 1982.

segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Vídeo: Largada do GP do Brasil, 1976

Que beleza de grid e que beleza de circuito. Belo vídeo da largada para o Grande Prêmio do Brasil de 1976 no saudoso e desafiador traçado de Interlagos.
Pode-se ver as arquibancadas cheias e uma galera na beira da pista, exatamente na entrada da reta dos boxes.
Ah, a vitória ficou com Niki Lauda que foi seguido por Patrick Depailler e Tom Pryce.

domingo, 21 de setembro de 2014

GP de Cingapura: Acima da média

Engraçado que após um ano em que Vettel fez dos demais gato e sapato nas ruas da mesma Marina Bay, passado este tempo a Red Bull se deparou com algo que ela fazia muito bem: que era trucidar seus adversários e agora isso é por conta de Hamilton.
Se havia alguma dúvida, pelo menos neste GP, se a Mercedes teria uma superioridade tão grande, Hamilton mostrou isso nas voltas após o SC e depois quando trocou pelos pneus macios, atacando e passando Vettel facilmente. Os tempos de volta variavam de dois a três segundos por volta, algo hipnotizante que fez lembrar exatamente o desempenho de Sebastian de um ano atrás, quando abria entre um, dois segundos para os adversários nessa mesma pista. Impressionantemente, por mais que seja uma corrida chata e uma pista pouco atraente, a pista parece expor as qualidades dos carros de forma clara. Se é bom, vai mostrar com clareza. Se for ruim, será uma confirmação também...
Descontando essa parte de superioridade, foi uma corrida importante para Hamilton que viu Rosberg ter uma dose cavalar de azar nesta etapa, e agora é o novo líder do mundial.
As últimas cinco etapas serão de tirar o fôlego para eles.

Sobre a corrida


Chata pra caramba. Aliás, algo que é normal naquela pista e nem mesmo o SC resolveu isso e as últimas voltas, que poderiam ser de grande emoção com a parada de box de Hamilton, esse resolveu o assunto em menos de duas voltas. Nem deu para animar...
Vettel fez a sua melhor apresentação no ano e chegou a liderar, pela primeira vez no ano, uma volta. Mas não pôde fazer nada frente a Hamilton.
Ricciardo enfrentou problemas de freios e mais tarde uma perda de potência, que pareceu ter se resolvido durante a prova.
Alonso teve o seu brilharete com voltas extremamentes velozes, mas fechou em quarto. Raikkonen lutou em meio do pelotão, contra Bottas e as duas Force India e acabou em oitavo. Ao menos mostraram um bom desempenho da Ferrari nesta pista, coisa que não deve acontecer em Suzuka.
As Williams fez até além do que se imaginava, por este ser uma pista que não "casa" com as características do carro. Massa ficou por um bom tempo em quinto, onde terminou e Bottas caiu na classificação, terminando em décimo.
O certo mesmo é que a briga ficará polarizada e ainda mais interessante entre Hamilton e Rosberg.

Foto 396: Great job, Audi!

Ufa... e bela corrida tivemos no Circuito das Americas e a Audi, assim como fora em Le Mas há três meses, levou a vitória com o R18 e-tron #2 de Fassler/ Lotterer/ Tréluyer, seguido pelo gemeo Audi #1 de Di Grassi/ Kristensen/ Duval. Para a Toyota, que estava irretocavelmente absoluta na primeira uma hora e meia, quando despencou a chuvarada que fez o seu castelinho desmoronar, restou apenas o terceiro lugar do TS040 #8 de Buemi/ Lapierre/ Davidson que chegou a ter hipóteses de vitória com aa sensacional recuperação de Sebastian Buemi na última hora de prova. O outro Toyota #7 ficou em sexto, há duas voltas do líder. A Porsche teve aqui a sua melhor apresentação no campeonato, com o bom desempenho do 919 Hybrid #14 de Jani/ Lieb/ Dumas e que por muito pouco não lutou diretamente pela vitória, já que Lieb começou a perder potência na última meia hora de prova quando estava em segundo. Eles terminaram em quarto e o #20, de Benhard/ Webber/ Hartley, fechou em quinto.
Mais uma vez a Audi mostrou a sua sabedoria nessas condições adversas, enquanto via os Toyotas e Porsches vendo o mundo girar no meio do aguaceiro, chamou os seus carros para o box, mas sem tempo acabaram parando na reta dos boxes quando foi acionada a bandeira vermelha.
Para a Toyota faltou o traquejo para trazer seus carros para box, uma vez q Lapierre e Wurz arriscaram mais uma volta e se deram mal. Tinham ritmo sufuciente para mais uma vitória - e quem sabe, uma dobradinha. E Porsche ainda tem muito o que resolver no seu 919 Hybrid em termos de confiabilidade, porque em velocidade é um bom carro.
Agora é esperar pelas 6 Horas de Fuji.

sábado, 20 de setembro de 2014

GP de Cingapura - Classificação - 14a Etapa

Talvez tenha sido uma das classificações mais interessantes do ano, exatamente pelo fato das Ferraris estarem em boa forma durante todos os treinos. Mas como tem sido de praxe, as Mercedes usaram suas reservas para garantir a primeira fila com Hamilton cravando a pole sobre Rosberg por milésimos. E digo que usaram suas reservas, porque as Red Bulls, em especial a de Ricciardo, esteve próximo de garantir a pole e sua marca ficou há um décimo da pole, enquanto que Vettel ficou há dois.
Os Ferraris foram bem, em visto do que apresentaram até aqui em classificações. Alonso e Raikkonen figuraram entre os primeiros nas duas primeiras partes do treino, mas ficaram para trás no Q3. Mas de todo modo foi um desempenho convincente neste circuito. Agora é ver o comportamento em corrida.
A Williams colocou os dois carros no Q3 e Massa conseguiu uma boa classificação, recuperando-se da má impressão que tinha ficado da sexta. Bottas sairá em nono.
De se destacar o trabalho de Kvyat com a Toro Rosso, ao botar o carro austro-italiano em décimo. Vergne já havia feito um trabalho muito bom desde os treinos livres livres, mostrando o quanto que o Toro Rosso está bem adaptado ao circuito de Marina Bay.

O que esperar da corrida
Apesar de apostar em uma vitória da Mercedes, não acho que será tão fácil. Red Bull está próxima e a Ferrari ainda dependerá muito do que o carro possa oferecer aos seus pilotos.
Portanto a corrida pode ser resolvida nos pit-stops, exatamente por essa prova ser muito agressiva para os pneus.
Como já disse, aposto numa vitória da Mercedes, mas não estranhe se caso vejam no alto do pódio um sorriso largo e cheio de dentes.

Grid de Largada para o Grande Prêmio de Cingapura - 14ª Etapa

PosPilotoCarroTempoDif
1Lewis HamiltonMercedes1m45.681s-
2Nico RosbergMercedes1m45.688s0.007s
3Daniel RicciardoRed Bull/Renault1m45.854s0.173s
4Sebastian VettelRed Bull/Renault1m45.902s0.221s
5Fernando AlonsoFerrari1m45.907s0.226s
6Felipe MassaWilliams/Mercedes1m46.000s0.319s
7Kimi RaikkonenFerrari1m46.170s0.489s
8Valtteri BottasWilliams/Mercedes1m46.187s0.506s
9Kevin MagnussenMcLaren/Mercedes1m46.250s0.569s
10Daniil KvyatToro Rosso/Renault1m47.362s1.681s
11Jenson ButtonMcLaren/Mercedes1m46.943s1.262s
12Jean-Eric VergneToro Rosso/Renault1m46.989s1.308s
13Nico HulkenbergForce India/Mercedes1m47.308s1.627s
14Esteban GutierrezSauber/Ferrari1m47.333s1.652s
15Sergio PerezForce India/Mercedes1m47.575s1.894s
16Romain GrosjeanLotus/Renault1m47.812s2.131s
17Adrian SutilSauber/Ferrari1m48.324s2.643s
18Pastor MaldonadoLotus/Renault1m49.063s3.382s
19Jules BianchiMarussia/Ferrari1m49.440s3.759s
20Kamui KobayashiCaterham/Renault1m50.405s4.724s
21Max ChiltonMarussia/Ferrari1m50.473s4.792s
22Marcus EricssonCaterham/Renault1m52.287s6.606s

sexta-feira, 19 de setembro de 2014

Foto 395: E lá vem a Toyota...

E terminou por agora a definição da pole em Austin e por mais que os desempenhos nos treinos livres apontassem a Audi como a favorita a pole - e primeira fila -, foi a Toyota, com o carro #8 de Buemi/ Lapierre/ Davidson, que levou a pole após desbancar as duas Porsches da primeira fila. Quanto a Audi, o #2 ficou em quarto e o #1 em sexto. Mas talvez o carro de Kristensen/ Di Grassi/ Duval suba uma posição caso o Toyota #7 de Wurz/ Conway/ Sarrazin seja punido devido bloquear algum concorrente durante a classificação.
Descontando o pole, que ficou na casa de 1'49"093; o segundo 1'50"283 e o sexto, que marcou 1'51"456, os outros três ficaram separados por décimos ou até milésimos, sendo que suas voltas ficaram na casa de 1'50"3. Uma classificação bem interessante.
Vendo por este lado, é possível que o Toyota faça o trabalho de coelho, enquanto que os demais vão para uma briga de foice que promete e muito. Mas não estranhe se algum Porsche acompanhar o ritmo do TS040 #8. Para o restante dos LMP1 de fábrica, restará apenas ver o que vai sobrar para eles.
Deverá ser uma grande corrida amanhã no COTA.

Crash: Continental Tires SportsCar Challenge - Austin 2014

Não deve ser nada agradável perder o freio num carro, ainda mais num de corrida e num local onde está quase cercado por outros competidores. Talvez essa tenha sido a sensação de Tim Bell em tentar parar o seu Nissan 350Z, quando este escapou em linha reta e batendo forte contra a proteção de pneus.
Sobre o piloto, nenhuma informação até agora.

Foto 394: Um duelo em Austin

Os Audis aparecem como grandes favoritos a vitória em Austin
(Foto: John Dagys)
Interessante estes três treinos livres em Austin, onde será disputado a quarta etapa do WEC, as 6 Horas de Austin. A Audi dominou amplamente o primeiro e terceiro treinos livres, sempre colocando seus dois carros no topo da tabela de tempos. O segundo treino ficou por conta da Toyota, que posicionou o seu carro #8 na primeira posição após uma prática que foi relizada em condições mutáveis. Enquanto que se acena para mais um duelo particular entre Toyota e Audi, a Porsche continua trabalhando na "calada" tanto que a melhor posição da equipe nestes treinos foi do carro #20 na primeira prática.
Para a disputa da pole, que terá o seu início à partir das 18 horas (horário de Brasília), não vejo como esta posição fugir das mãos da Audi. Mas é claro que não podemos descartar em hipótese alguma a Toyota, principalmente com o carro #8 de Anthony Davidson/ Nicolas Lapierre/ Sebastian Buemi, que mostraram já o seu valor em Le Mans este ano com a sua fabulosa recuperação, e que vem muito bem nestes treinos em Austin sendo o melhor dos dois Toyotas em duas oportunidades. A Porsche também já mostrou o quanto que pode em classificações este ano, ao cravar a pole em Spa e brigar fortemente contra a Toyota pela posição de honra em Le Mans.
Para a corrida, já acredito que as coisas não serão tão fáceis assim, principalmente para os Toyotas que nitidamente tem um ritmo de corrida superior ao dos dois fabricantes alemães. A Audi aparece forte - como está sendo visto até aqui - e a Porsche ainda é aquela incógnita que dependerá de erros e problemas mecânicos dos carros rivais para conseguir algo a mais nesta etapa americana.
Mas de toda forma, como nas outras três etapas disputadas até aqui, a disputa será ferrenha. E após três meses de recesso, será uma grande oportunidade de ver quem ganhou e quem perdeu com essa longa parada.

GP de Cingapura - Treinos Livres - 14ª Etapa

Lewis Hamilton: "Eu não estava confortável, mas é um trabalho em progresso. Tivemos mudanças entre o TL1 e TL2, e não sei se foi algo com a pista, mas por exemplo, estava difícil achar equilíbrio.
Uma sexta limpa provavelmente é um pouco mais importante nesse circuito, porque exige muito dos pneus e do setup. Se você perde tempo de pista, perde confiança, e aqui é difícil encontrar de novo. Então, é bom ter uma sexta sem problemas. Com sorte, irá continuar pelos próximos dias.
É muito, muito importante, Largar do lado certo para tem condição melhor, é impossível de passar. Sair na frente será, como sempre, muito importante, é esse o objetivo. Me sinto bem para o final de semana, mas Nico também está rápido, assim como as Red Bull - não sabemos onde eles vão ficar. A Ferrari também parece bem, mas precisamos ter foco em nosso trabalho"


Fernando Alonso: “As sensações são parecidas com as que temos registrado nos primeiros dias de treinos livres.
Fomos competitivos nas duas sessões e realizamos o nosso trabalho sem problemas. Os compostos se comportaram como esperávamos e há mais aderência com os supermacios.
Não provocou grandes mudanças no nosso trabalho. Tudo foi feito como de costume”

Daniel Ricciardo: "Acho que, olhando a tabela de tempos, parece muito bom, mas acredito também que eles estavam com o tanque mais cheio.
Se eles tivessem tirado tudo do carro hoje, então provavelmente já estariam meio segundo à frente de todo mundo.
Se a verdade for 0s3 mesmo, então temos uma diferença acessível e fico realmente satisfeito, mas brigar com a Mercedes é um tiro no escuro, por isso acho que temos de nos concentrar na segunda fila.
Acho que os tempos de volta foram importantes, mas acho que a grande questão é aqui é saber por quanto tempo vão conseguir manter os pneus funcionando bem.
Acredito que teremos alguns pit-stops a mais durante a corrida. Não será o caso de uma parada, mas talvez de duas ou três. Quem cuidar melhor dos pneus vai fazer diferença.
Essa grande diferença entre os pneus será crucial. Todo mundo deve escolher o supermacio para a classificação, mas a tomada de tempos é algo simples. É na corrida que teremos de cuidar desses pneus, para tentar duas paradas apenas. Isso será o grande problema. Por isso, acho que será uma batalha dos pneus nessa corrida."

Sebastian Vettel: “Hoje foi azar? Eu não acredito em sorte e azar. Eu acho que fizemos muito nos últimos anos e não tivemos apenas sorte. Neste ano, está um pouco diferente e tivemos alguns problemas, mas é parte da vida. Temos que superar os problemas que tivemos e melhorar progressivamente.
Em termos de ritmo, parecemos bem neste fim de semana. Era importante sentir bem o pneu supermacio.
Os mecânicos estavam dando duro e trocaram o motor em menos de três horas depois do TL1, o que é um trabalho excelente, então foi graças a eles que eu pude andar na segunda sessão."

Nico Rosberg: “Tive boa impressão do carro, a única vez que tive de parar foi quando abandonei minha volta rápida por causa de bandeiras vermelhas. Apesar de não ter acertado a segunda parte da volta, o carro esteve bem no primeiro trecho.
Decidimos dar mais voltas com o tanque cheio para testar o carro em condições de corrida e, no geral, foi tudo bem. Vai ser complicado lidar com o desgaste dos pneus macios, vamos ter de trabalhar em cima disso.
É geralmente um desafio guiar aqui. É uma das pistas mais complicadas, mas, especialmente com a Mercedes, é muito especial correr aqui."



Resultado dos dois treinos livres para o Grande Prêmio de Cingapura - 14ª Etapa

Treino Livre 1


Pos
Piloto
Carro
Tempo
Dif
Voltas
1
Fernando Alonso
Ferrari
1m49.056s
-
 16
2
Lewis Hamilton
Mercedes
1m49.178s
 0.122s
 23
3
Nico Rosberg
Mercedes
1m49.205s
 0.149s
 24
4
Sebastian Vettel
Red Bull/Renault
1m49.874s
 0.818s
 27
5
Daniel Ricciardo
Red Bull/Renault
1m50.122s
 1.066s
 21
6
Jean-Eric Vergne
Toro Rosso/Renault
1m50.539s
 1.483s
 11
7
Kimi Raikkonen
Ferrari
1m50.783s
 1.727s
 19
8
Jenson Button
McLaren/Mercedes
1m50.922s
 1.866s
 21
9
Daniil Kvyat
Toro Rosso/Renault
1m50.990s
 1.934s
 26
10
Sergio Perez
Force India/Mercedes
1m51.131s
 2.075s
 23
11
Kevin Magnussen
McLaren/Mercedes
1m51.217s
 2.161s
 24
12
Nico Hulkenberg
Force India/Mercedes
1m51.604s
 2.548s
 23
13
Felipe Massa
Williams/Mercedes
1m51.953s
 2.897s
 20
14
Pastor Maldonado
Lotus/Renault
1m52.125s
 3.069s
 25
15
Valtteri Bottas
Williams/Mercedes
1m52.146s
 3.090s
 19
16
Esteban Gutierrez
Sauber/Ferrari
1m52.171s
 3.115s
 15
17
Adrian Sutil
Sauber/Ferrari
1m52.237s
 3.181s
 22
18
Romain Grosjean
Lotus/Renault
1m52.906s
 3.850s
 26
19
Jules Bianchi
Marussia/Ferrari
1m54.113s
 5.057s
 15
20
Marcus Ericsson
Caterham/Renault
1m54.475s
 5.419s
 26
21
Kamui Kobayashi
Caterham/Renault
1m54.607s
 5.551s
 21
22
Max Chilton
Marussia/Ferrari
1m55.170s
 6.114s
 17


Treino Livre 2
PosPilotoCarroTempoDifVoltas
1Lewis HamiltonMercedes1m47.490s- 25
2Fernando AlonsoFerrari1m47.623s 0.133s 28
3Daniel RicciardoRed Bull/Renault1m47.790s 0.300s 28
4Kimi RaikkonenFerrari1m48.031s 0.541s 29
5Sebastian VettelRed Bull/Renault1m48.041s 0.551s 5
6Kevin MagnussenMcLaren/Mercedes1m48.358s 0.868s 33
7Jenson ButtonMcLaren/Mercedes1m48.435s 0.945s 30
8Sergio PerezForce India/Mercedes1m48.653s 1.163s 30
9Nico HulkenbergForce India/Mercedes1m48.751s 1.261s 30
10Daniil KvyatToro Rosso/Renault1m48.770s 1.280s 31
11Jean-Eric VergneToro Rosso/Renault1m48.800s 1.310s 33
12Romain GrosjeanLotus/Renault1m49.062s 1.572s 33
13Nico RosbergMercedes1m49.075s 1.585s 30
14Pastor MaldonadoLotus/Renault1m49.139s 1.649s 13
15Adrian SutilSauber/Ferrari1m49.170s 1.680s 34
16Esteban GutierrezSauber/Ferrari1m49.290s 1.800s 36
17Felipe MassaWilliams/Mercedes1m49.361s 1.871s 29
18Valtteri BottasWilliams/Mercedes1m49.971s 2.481s 28
19Jules BianchiMarussia/Ferrari1m50.612s 3.122s 24
20Max ChiltonMarussia/Ferrari1m51.558s 4.068s 21
21Kamui KobayashiCaterham/Renault1m52.075s 4.585s 33
22Marcus EricssonCaterham/Renault1m52.936s 5.446s 31