sexta-feira, 31 de outubro de 2014

GP dos EUA - Treinos Livres - 17ª Etapa

Nenhuma grande novidade durante os treinos livres em Austin. Talvez a única coisa que animasse foi o bom desempenho das Mclarens no primeiro treino livre, com Button ficando na terceira colocação e Magnussen na quinta. Porém, no segundo treino livre, os cromados de Woking ficaram em oitavo (Magnussen) e nono (Button).
As Mercedes dominaram, como era de se esperar: Lewis dominou as duas sessões, mas Rosberg esteve no encalço principalmente neste último treino livre, onde a diferença entre eles foi de três milésimos.

Treino Livre 1
PosPilotoCarroTempoDifVoltas
1Lewis HamiltonMercedes1m39.941s - 28
2Nico RosbergMercedes1m40.233s 0.292s 32
3Jenson ButtonMcLaren/Mercedes1m40.319s 0.378s 27
4Daniil KvyatToro Rosso/Renault1m40.887s 0.946s 33
5Kevin MagnussenMcLaren/Mercedes1m40.987s 1.046s 29
6Fernando AlonsoFerrari1m41.065s 1.124s 27
7Sebastian VettelRed Bull/Renault1m41.463s 1.522s 20
8Luiz Felipe NasrWilliams/Mercedes1m41.545s 1.604s 19
9Nico HulkenbergForce India/Mercedes1m41.722s 1.781s 24
10Max VerstappenToro Rosso/Renault1m41.785s 1.844s 32
11Felipe MassaWilliams/Mercedes1m41.907s 1.966s 21
12Kimi RaikkonenFerrari1m41.965s 2.024s 23
13Pastor MaldonadoLotus/Renault1m42.329s 2.388s 28
14Adrian SutilSauber/Ferrari1m42.333s 2.392s 23
15Sergio PerezForce India/Mercedes1m42.359s 2.418s 23
16Esteban GutierrezSauber/Ferrari1m42.516s 2.575s 24
17Daniel RicciardoRed Bull/Renault1m42.598s 2.657s 5
18Romain GrosjeanLotus/Renault1m43.229s 3.288s 26

Treino Livre 2
PosPilotoCarroTempoDifVoltas
1Lewis HamiltonMercedes1m39.085s - 18
2Nico RosbergMercedes1m39.088s 0.003s 34
3Fernando AlonsoFerrari1m40.189s 1.104s  29
4Daniel RicciardoRed Bull/Renault1m40.390s 1.305s 30
5Felipe MassaWilliams/Mercedes1m40.457s 1.372s 36
6Kimi RaikkonenFerrari1m40.543s 1.458s 32
7Daniil KvyatToro Rosso/Renault1m40.631s 1.546s 34
8Kevin MagnussenMcLaren/Mercedes1m40.641s 1.556s 38
9Jenson ButtonMcLaren/Mercedes1m40.698s 1.613s 36
10Nico HulkenbergForce India/Mercedes1m40.800s 1.715s 25
11Valtteri BottasWilliams/Mercedes1m40.828s 1.743s 37
12Romain GrosjeanLotus/Renault1m41.054s 1.969s 31
13Jean-Eric VergneToro Rosso/Renault1m41.110s 2.025s 36
14Sergio PerezForce India/Mercedes1m41.123s 2.038s 35
15Pastor MaldonadoLotus/Renault1m41.158s 2.073s 37
16Adrian SutilSauber/Ferrari1m41.332s 2.247s 33
17Esteban GutierrezSauber/Ferrari1m41.420s 2.335s 34
18Sebastian VettelRed Bull/Renault1m44.437s 5.352s 19

sábado, 25 de outubro de 2014

Crash: GT Tour - Paul Ricard

Chega a dar calafrios quando um carro roda e volta para a pista, no meio do pelotão... Por sorte os dois pilotos envolvidos escaparam ilesos, mas o susto foi tremendo.
A prova é válida pelo GT Tour, que realiza neste fim de semana a sua última etapa - de rodada dupla - em Paul Ricard.

Foto 406: Out

O passado da F1 já havia mostrado bem este cenário que está acontecendo atualmente na categoria. As confirmações das ausências de Caterham e Marussia, devido a problemas financeiros e outras situações nebulosas - como é o caso da Caterham -, mostram o quanto que estas equipes menores que entram na F1 precisam estar bem estruturadas - ou se aliar a uma grande montadora - para aguentar o tranco financeiro que a categoria oferece. Infelizmente a F1, já há um bom tempo, é um leão que necessita cada vez mais de dinheiro e quem acaba pagando o pato por isso são as equipes menores. Como diz o ditado popular, a corda arrebenta do lado mais fraco. 
Pelo jeito a "profecia" dita por Adam Parr em setembro, quando ele divulgou que a F1 teria apenas oito equipes em 2015, pode se concretizar.
Agora resta saber se a Sauber terá fôlego para continuar ano que vem... ou se as equipes terão que alinhar um terceiro carro.

quarta-feira, 15 de outubro de 2014

Foto 405: Em linha

Mais uma daquelas fotos sensacionais da extinta 500cc. Acima pode-se ver um pelotão formado por Alex Crivillé (Repsol HRC-Honda NSR500) seguido por Mick Doohan, Carlos Checa (Movistar Pons-Honda NSR500), Nobuatsu Aoki (Rheos ELF FCC TSR-Honda NSR500) & Luca Cadalora (Red Bull WCM-Yamaha YZR500), durante o GP da Grã-Bretanha de 1997 disputado em Donington Park.
A prova foi vencida por Doohan, seguido por Tadayuki Okada e Alex Barros.

Vídeo: Bottas no FW18

Pensa num cara que divertiu hoje? Este foi Valtteri Bottas, que tomou posse do Williams FW18 Renault, campeão do mundo de 1996 com Damon Hill.
O evento foi organizado por um dos patrocinadores da Williams, e ainda contou com a presença de Felipe Massa, Felipe Nasr e David Coulthard - estes dois últimos pilotaram os modelos FW08 e FW08C, com direito a um "Cover" de Keke Rosberg feito por Coulthard.


Foto 404: Professeur

E hoje é o Dia do Professor. Nada mais justo que colocar a foto de Alain Prost, tido como "Le Professeur". E suas aulas de como administrar uma corrida e campeonatos, lhe valeram quatro mundiais. E podia ter sido muito mais...

terça-feira, 14 de outubro de 2014

WEC: 6 Horas de Fuji (Vídeo)


Foto 403: Na espera

Enquanto que o Mundial de Endurance vai entrando na sua fase final, um dos contendores que estará no próximo ano desafiando Audi, Toyota e Porsche, vai dando os últimos retoques antes de mandar o seu LMP1 para a pista.
Em nota feita hoje pelo site Endurance-Info, é de se esperar que o protótipo Nissan GT-R Nismo LM, de motor dianteiro, seja levado à pista em breve para testes na sede da fábrica em Stanfield, Arizona, onde o carro está sendo concebido no Nissan Technical Center América do Norte. A pista, que é usada para testes dos carros de produção da Nissan, compreende um oval de 9 km de extensão e mais quatro combinações de pista mista.
Sobre o motor, este será um V6 biturbo a gasolina e segundo as informações o propulsor tem tido boa performance no dinamômetro e este pode ser apresentado já em 30 de novembro, quando ocorrerá o Festival Nismo em Fuji. Já os pilotos ainda não existem confirmações, mas a tendência é que seja apresentados um por no decorrer dos meses. Sabe-se que nomes como o de Olivier Pla, Nick Heidfeld e Stéphane Sarrazin - este último dependerá muito de sua continuidade ou não na Toyota - estão cotados para compor o time. Não está descartado a presença de Jan Mardenborough, Lucas Ordoñez, Ronnie Quintarelli, Masataka Yanagida, Tsugio Matsuda e alguns outros nomes do Super GT. E ainda não se sabe que irão alinhar dois ou três carros para a temporada completa.
Além deste possível teste no Arizona, espera-se que o carro esteja nos testes de Sebring nos dias 9, 10 e 11 de dezembro. A sua apresentação acontecerá em 8 de dezembro.

segunda-feira, 13 de outubro de 2014

Subida de Montanha: Audi Quattro S1

Nem preciso escrever muito. Apenas ouçam o berro alucinante do Audi Quattro durante a subida de montanha em Mickhausen, Alemanha.

Foto 402: Em casa

(Foto: John Rourke/AdrenalMidia.com)
Para quem acompanhou os primeiros minutos das 6 Horas de Fuji com uma batalha insana pela liderança, talvez imaginasse que Porsche e Audi jogariam água no saquê da Toyota em sua corrida caseira, principalmente após os falhanço dos japoneses nas duas últimas etapa, acabou vendo um passeio dos dois TS040 Hybrid em Fuji.
E essa facilidade se deu principalmente após os problemas com os Porsches, onde ambos tiveram problemas de energia e o número 20 tendo um pneu furado quando estava no encalço dos Toyotas. Mas com os contratempos relativamente resolvidos, puderam mostrar bom ritmo e assegurar a terceira e quarta colocações.
O mesmo não podemos dizer dos Audi que, fazendo uma corrida completa sem nenhuma nuance que pudesse modificar as ordens de força - como aconteceu em Le Mans e Austin -, mostraram um ritmo bem abaixo e fica claro que dependerão de provas bem doidas para superar a Toyota e agora sua conterrânea Porsche, que mostrou boa performance em Fuji. Ficaram em quinto e sexto.
Para a Toyota foi um certo alívio a vitória em Fuji. Além de ser uma obrigação vencer em seu circuito, serviu para a fábrica retomar a ponta no campeonato de marcas (183 pontos, contra 175 da Audi) e manter seus pilotos na frente do campeonato de pilotos (Buemi/Davidson 122 pontos; Lapierre 96; Lotterer/Tréluyer/Fassler 93).
Esta vitória massacrante da Toyota foi apenas a confirmação do ótimo carro que aprontaram para este ano.

domingo, 12 de outubro de 2014

GP da Rússia: Chatin

Ultimamente tem me despertado uma certa preguiça em acompanhar a F1 quando ela estréia uma nova pista. Na verdade as pistas feitas por Hermann Tilke são chatas em sua maioria, mas acredito também que para a corrida se tornar chamativa vai muito da atitude dos pilotos. Se arriscam mais nas manobras, facilmente tornará a prova legal. Mas temos que admitir que as equipes limitam um pouco as coisas ao alertarem seus pilotos para conservarem o equipamento. Talvez isso influencie bastante na hora de dividir uma freada com outro piloto.
A pista de Sochi me fez lembrar bastante o de Valência em várias seções do circuito. Incrivelmente a prova tornou-se igualmente modorrenta. Devido os comentários animadores dos pilotos, que elogiaram o traçado e o asfalto, era de se pensar que a prova fosse mais disputada. E o que se viu em algumas situações, foram alguns pelotões se formarem e não darem nenhum tipo de chance para ultrapassagem.
Sobre o campeonato, a corrida de Hamilton podia ter sido mais trabalhosa caso Rosberg tivesse se mantido à frente após a largada, mas a fritada de pneus fez com que o alemão escapasse e devolvesse a posição mais à frente para depois entrar nos boxes e realizar a sua única troca de pneus. Foi arriscado, afinal tinha que atacar os oponentes e ainda se preocupar com os pneus macios para não desgastá-los, mas funcionou e ele terminou em segundo.
As Williams, especialmente com Bottas, foram bem. Valtteri teve uma primeira parte de corrida muito boa acompanhando o ritmo de Lewis, mas o desgaste dos pneus acabaram tirando a chance de até mesmo conseguir a segunda colocação. Massa seguiu a mesma linha de estratégia de Rosberg e até metade da corrida estava no encalço de Rosberg. Mas encontrou Pérez pelo caminho e lá ficou até o fim, terminando em 11o.
As demais equipes fizeram o que puderam: a Mclaren fez a sua melhor apresentação no ano com a quarta posição de Button e quinta de Magnussen, confirmando um bom fim de semana que se desenhava desde a sexta. Red Bull e Ferrari lutaram entre si para ser a melhor dos carros sem motores Mercedes, e Fernando Alonso pôde dar este resultado à Ferrari ao manter-se à frente de Ricciardo nas últimas 13 voltas, terminando em sexto.
Foi uma boa prova dos Toro Rosso, pena que foram caindo pelas tabelas no decorrer da corrida. Mas mostraram boas performances com seus dous pilotos.
E para a Mercedes restou confirmar algo que era o seu título de construtores, o primeiro da marca na história da categoria. Um resultado sensacional para a equipe que completou 60 anos neste 2014 do seu retorno ao mundo dos Grand Prix.
Faltam três etapas, mas no andar da carruagem o título começa a pender para Hamilton neste momento.

sábado, 11 de outubro de 2014

WEC: Pole para a Toyota em Fuji

(Foto: Toyota Motorsport)
Sebastien Buemi já havia mostrado bem a sua velocidade nas provas anteriores pela Toyota. Isso ficou bem claro em Le Mans e recentemente em Austin, mas agora ele colocou essa velocidade crua para garantir uma pole position para o TS040 #8 de forma arrebatadora, tirando o doce da boca do Porsche 919 Hybrid #20 de Timo Benhard/ Mark Webber/ Brendon Hartley que eram os donos da posição a poucos minutos do fim.
A terceira colocação é do outro Porsche, conduzido por Romain Dumas/ Marc Lieb/ Neel Jani e quarta posição do trio do Toyota #8 formado por Alex Wurz/ Stéphane Sarrazin/ Kazuki Nakajima. De se destacar que os quatro primeiros ficaram separados por meio segundo. Já os Audis, com mais de um segundo de desvantagem para o pole, ficaram com a terceira fila: Marcel Fassler/ André Lotterer/ Benoit Tréluyer, com o #2 largam em quinto e a sexta é do trio Tom Kristensen/ Lucas Di Grassi/ Loic Duval com o #1.

O que esperar para a prova?
Mais uma vez esperamos por um duelo duro entre as três fábricas, ainda mais por conta da Toyota que perdeu as duas últimas corridas por problemas ou estratégia (como foi o caso em Austin). Correndo em casa, os japoneses irão ainda mais com sede ao pote.
Por outro lado vemos que a Porsche teve uma melhora em sua performance em Austin, e não fosse os problemas enfrentados pelo trio Dumas/Lieb/Jani poderiam muito bem ter enfrentado a Audi na busca pela vitória.
Enquanto as fichas vão sendo depositadas em sua maioria para a Toyota e um pouco para a Porsche, não podemos deixar de lado, em modo algum, a Audi. Com a sua típica atitude de atacar em conjunto os adversários, os alemães conquistaram as duas últimas corridas. As classificações tem sido sofridas, mas na corrida, que é onde importa realmente, eles tem feito um trabalho sólido e constante.

GP da Rússia - Classificação - 16ª Etapa

Apesar da força apresentada por Mclaren e Williams, a pole mais uma vez ficou por conta da Mercedes. Hamilton apresentou uma forma sensacional nesta pista de Sochi até aqui e seus dois décimos cravados sobre Rosberg, dá a ele uma ligeira vantagem nesta corrida de estréia da Rússia.
De se destacar o ótimo treino de Bottas, que por muito pouco não desmanchou a primeira fila da Mercedes. Kvyat também esteve num grande dia e correndo frente a sua torcida, pode fazer um bom GP. As Mclarens continuaram o bom passo que tiveram ontem, conseguindo uma quarta posição com Button e uma sexta com Magnussen. Pode ser uma melhora considerável dos Mclarens, mas também pode ser pela característica da pista.
A Red Bull não tem tido uma grande jornada em Sochi, tanto que Vettel nem conseguiu passar para o Q3. Ricciardo arrancou um sétimo tempo a fórceps, mas terá que se valer bastante da estratégia da equipe para conseguir algo de bom amanhã e isso vale também para Vettel.
As Ferraris voltaram ao seu desempenho normal, ao conseguirem bons tempos na sexta, se colocando entre os cinco melhores,  e depois caindo de rendimento no Q3, tanto que Alonso sairá em oitavo e Raikkonen em nono.
Massa teve problemas com a pressão do combustível ainda no Q1 e largará em 18°.

O que esperar da corrida?
Apesar dos elogios dos pilotos para com a pista, eles também alertaram para os problemas de ultrapassagem. Sendo assim, poderemos ter uma corrida modorrenta, bem ao estilo das "irmãs" tilkodromos de Sochi.
Talvez a única coisa que não diferenciará, será uma vitória da Mercedes. E Hamilton tem boa vantagem já.

Grid de largada para o Grande Prêmio da Rússia - 16ª Etapa


PosPilotoCarroTempoDif
1Lewis HamiltonMercedes1m38.513s -
2Nico RosbergMercedes1m38.713s 0.200s
3Valtteri BottasWilliams/Mercedes1m38.920s 0.407s
4Jenson ButtonMcLaren/Mercedes1m39.121s 0.608s
5Daniil KvyatToro Rosso/Renault1m39.277s 0.764s
6Daniel RicciardoRed Bull/Renault1m39.635s 1.122s
7Fernando AlonsoFerrari1m39.709s 1.196s
8Kimi RaikkonenFerrari1m39.771s 1.258s
9Jean-Eric VergneToro Rosso/Renault1m40.020s 1.507s
10Sebastian VettelRed Bull/Renault1m40.052s -
11Kevin MagnussenMcLaren/Mercedes1m39.629s -
12Sergio PerezForce India/Mercedes1m40.163s -
13Esteban GutierrezSauber/Ferrari1m40.536s -
14Adrian SutilSauber/Ferrari1m40.984s -
15Romain GrosjeanLotus/Renault1m41.397s -
16Marcus EricssonCaterham/Renault1m42.648s -
17Nico HulkenbergForce India/Mercedes1m40.058s -
18Felipe MassaWilliams/Mercedes1m43.064s -
19Kamui KobayashiCaterham/Renault1m43.166s -
20Pastor MaldonadoLotus/Renault1m43.205s -
21Max ChiltonMarussia/Ferrari1m43.649s -    
 
*Penalizados com a perda de cinco posições, devido a troca de câmbio









 

sexta-feira, 10 de outubro de 2014

Vídeo: 1000Km de Fuji, 1989

E neste final de semana teremos mais uma etapa do WEC, desta vez em Fuji. E assim como no ano passado, quando a prova foi realizada - ou quase isso, afinal a prova teve apenas 17 voltas com SC devido a forte chuva - debaixo de uma aguaceiro sem fim, a última etapa do JSPC (Japan Sports Prototype Championship) de 1989 foi realizada em Fuji com condições tão piores que a do ano passado.
A pole foi do Toyota 89C-V da SARD Racing Team, com Roland Ratzenberger ao volante - que dividiria o comando do carro #50 com Keiichi Suzuki e Jean-Pierre Jabouille. A virória foi do outro Toyota 89C-V da Toyota Team Tom's, com Paolo Barilla/ Hitoshi Ogawa. 
O vídeo mostra apenas os primeiros minutos da corrida, mas dá para perceber que a encrenca era das mais pesadas naquele dia em Fuji.

GP da Rússia - Treinos livres - 16ª Etapa

Lewis Hamilton: “Eles (Mclaren) fizeram uma grande corrida na última corrida, o ritmo estava muito bom, especialmente com Jenson. Não sei se eles deram um passo à frente neste fim de semana, mas estão parecendo bem. Vamos ver como será amanhã.
Eu geralmente me sinto confortável em circuitos novos, apenas aprendendo, crescendo, é uma habilidade que você precisa aprender rapidamente. O carro está se comportando muito bem hoje. A pista estava ficando mais e mais aderente e emborrachando bastante. Dá para pegar uma tocada legal aqui, estou gostando"

Kevin Magnussen: "Foi um dia bem decente para nós, e o carro parece bom. É uma pista nova, então é difícil estar certo de onde estamos, porque estávamos trabalhando mais no ajuste do que no ritmo.
De qualquer forma, posso confirmar que é um circuito legal, tem bastante aderência, o traçado é bom, e parece que os pneus ficam bem aqui, então é bem legal de guiar. Além disso, os pneus macios parecem durar bastante, então talvez não tenhamos muitos pit-stops na corrida. Por fim, a pista é diferente do simulador e das impressões de quando andei por lá ontem. É melhor, para ser honesto.
Mas, como eu digo, ainda é cedo para cravar algo, porque não sabemos se o resultado de hoje é a realidade, então precisaremos esperar e ver o que acontece amanhã"

Fernando Alonso: "A pista é incomum. Também foi surpreendente hoje ver o nível de aderência do asfalto, o que realmente é muito raro para circuitos tão novos. Deste ponto de vista, eu me senti muito confortável na pista desde a primeira volta, e isso ajudou muito no trabalho mais importante de hoje, que foi o de aprender o traçado.
Nós trabalhamos no acerto do carro e também dos pneus. Os dois compostos tiveram desempenhos bem semelhantes e foram melhorando volta a volta.
A pista é muito dura com os freios, mas isso é uma coisa específica que teremos de trabalhar de hoje para amanhã, para estarmos totalmente preparados para a classificação"

Nico Rosberg: "Foi um dia bem produtivo hoje. A equipe decidiu por acertos diferentes. Eu fiquei com o ajuste mais criativo no meu carro na segunda sessão de treinos, mas isso não funcionou. Então, para amanhã, vamos voltar para a configuração mais conservadora, porque vimos que Lewis andou muito rápido com esse acerto.
A pista é muito legal e muito agradável de pilotar. A curva 3 é realmente muito especial e o asfalto é muito bom, por isso acho que os pneus vão durar bastante. Acredito que não veremos muitos pit-stops no domingo. E isso é um pouco surpreendente para mim.

Valtteri Bottas: “Estou positivamente surpreso pelo traçado, pois é mais desafiador do que eu esperava, com algumas seções técnicas, especialmente no último setor, e achei divertido de guiar.
O asfalto é bem liso e, com os compostos duros, vimos pouca degradação hoje, mas isso tem desafios correspondentes, pois torna mais difícil fazer os pneus funcionarem nas primeiras voltas.
Portanto, temos trabalho para fazer para garantir que vamos tirar o máximo dos pneus para a classificação amanhã, mas, no geral, foi um bom começo para nós e essa pista parece casar com o nosso carro”

Jenson Button: "As coisas foram bem desde o começo. Estávamos rápidos com os pneus médios, e os macios pareceram bem com bastante combustível. Com pouco combustível, não pude acertar o equilíbrio, mas espero crescer para amanhã. O circuito parece ser bom para nós no momento, mas a pista inevitavelmente vai mudar amanhã, e temos que estar atentos. No simulador, porém, não foi divertido de guiar. Mas é divertido, então posso dizer com confiança que estou feliz com o que os designers e organizadores fizeram.
 

Em alguns lugares é um pouco irregular, mas isso soma ao desafio. A Curva 13 é irregular na entrada, e sua asa esquerda fronteira não está com o peso certo, então é fácil travar seu pneu na freada. É complicada, então teremos de nos certificar que tenhamos o equilíbrio correto dos freios.

 
Além disso, algumas curvas são difíceis de acertar na saída, porque são cambagem negativa, então é fácil sair de traseira. Finalmente, como Kevin diz, nossos pensamentos e orações estão com Jules, de quem estamos todos sentindo falta."

Sergey Sirotkin: “Foi uma sessão positiva. Gosto da pista e foi legal pilotar o C33. Fui com calma no começo para ganhar confiança, pois eu não guiava o carro há meio ano, mas hoje eu pude rapidamente senti-lo. Durante minha volta rápida no fim da sessão, tive azar com o tráfego e os pneus não chegaram à temperatura ideal. As condições não eram as ideais, o que me custou tempo durante minha volta rápida. Vejo muito potencial para melhorar, pois fui com calma, não estava forçando até o limite. A pista é bem legal, mas também é traiçoeira. A curva 1 parece ser fácil e que pode ser feita de pé embaixo. Contudo, fui surpreendido na minha primeira volta, quando passei ali e estava bem ondulado. De qualquer forma, depois de algumas voltas você se acostuma com as características da pista.”

Resultado dos dois treinos livres para o Grande Prêmio da Rússia



FP1
Pos
Piloto
Carro
Tempo
Dif
Voltas
1
Nico Rosberg
Mercedes
1m42.311s
 -
 29
2
Lewis Hamilton
Mercedes
1m42.376s
 0.065s
 25
3
Jenson Button
McLaren/Mercedes
1m42.507s
 0.196s
 28
4
Fernando Alonso
Ferrari
1m42.720s
 0.409s
 27
5
Kevin Magnussen
McLaren/Mercedes
1m43.026s
 0.715s
 28
6
Sergio Perez
Force India/Mercedes
1m43.129s
 0.818s
 26
7
Daniil Kvyat
Toro Rosso/Renault
1m43.164s
 0.853s
 29
8
Kimi Raikkonen
Ferrari
1m43.212s
 0.901s
 23
9
Jean-Eric Vergne
Toro Rosso/Renault
1m43.327s
 1.016s
 24
10
Valtteri Bottas
Williams/Mercedes
1m43.542s
 1.231s
  9
11
Felipe Massa
Williams/Mercedes
1m43.741s
 1.430s
 22
12
Daniel Ricciardo
Red Bull/Renault
1m43.821s
 1.510s
 25
13
Nico Hulkenberg
Force India/Mercedes
1m43.976s
 1.665s
 21
14
Sebastian Vettel
Red Bull/Renault
1m44.506s
 2.195s
 30
15
Adrian Sutil
Sauber/Ferrari
1m44.625s
 2.314s
 26
16
Pastor Maldonado
Lotus/Renault
1m44.876s
 2.565s
 26
17
Sergey Sirotkin
Sauber/Ferrari
1m45.032s
 2.721s
 22
18
Romain Grosjean
Lotus/Renault
1m45.190s
 2.879s
 25
19
Roberto Merhi
Caterham/Renault
1m46.782s
 4.471s
 18
20
Marcus Ericsson
Caterham/Renault
1m46.922s
 4.611s
 18
21
Max Chilton
Marussia/Ferrari
1m47.284s
 4.973s
 26


FP2
Pos
Piloto
Carro
Tempo
Dif
Voltas
1
Lewis Hamilton
Mercedes
1m39.630s
 -
 27
2
Kevin Magnussen
McLaren/Mercedes
1m40.494s
 0.864s
 32
3
Fernando Alonso
Ferrari
1m40.504s
 0.874s
 32
4
Nico Rosberg
Mercedes
1m40.542s
 0.912s
 30
5
Valtteri Bottas
Williams/Mercedes
1m40.573s
 0.943s
 33
6
Jenson Button
McLaren/Mercedes
1m40.718s
 1.088s
 32
7
Felipe Massa
Williams/Mercedes
1m40.731s
 1.101s
 30
8
Daniil Kvyat
Toro Rosso/Renault
1m41.108s
 1.478s
 32
9
Sebastian Vettel
Red Bull/Renault
1m41.396s
 1.766s
 30
10
Jean-Eric Vergne
Toro Rosso/Renault
1m41.531s
 1.901s
 33
11
Kimi Raikkonen
Ferrari
1m41.630s
 2.000s
 24
12
Nico Hulkenberg
Force India/Mercedes
1m41.677s
 2.047s
 27
13
Daniel Ricciardo
Red Bull/Renault
1m42.061s
 2.431s
 25
14
Sergio Perez
Force India/Mercedes
1m42.090s
 2.460s
 29
15
Adrian Sutil
Sauber/Ferrari
1m42.233s
 2.603s
 31
16
Romain Grosjean
Lotus/Renault
1m42.892s
 3.262s
 30
17
Pastor Maldonado
Lotus/Renault
1m42.905s
 3.275s
 33
18
Esteban Gutierrez
Sauber/Ferrari
1m43.055s
 3.425s
 33
19
Marcus Ericsson
Caterham/Renault
1m44.135s
 4.505s
 22
20
Max Chilton
Marussia/Ferrari
1m44.530s
 4.900s
 29
21
Kamui Kobayashi
Caterham/Renault
1m44.952s
 5.322s
 27