Le Mans Classic 2018

sábado, 15 de março de 2014

GP da Austrália - Classificação -1ª Etapa

Foi a 32ª pole de Hamilton, igualando a marca de Nigel Mansell
(Foto: Getty Images)
Apesar da minha torcida para que a chuva não caísse durante a classificação, não há como negar que ela tenha contribuído para deixar a tomada de tempos mais interessante e caótica. Lewis Hamilton cravou uma pole que era certeira, mas ao seu lado apareceu a grande estrela do dia Daniel Ricciardo que conduziu de forma imaculada o seu RB10 rumo a um segundo lugar que, até semanas atrás, era totalmente descartável. Ok, a marca foi alcançada numa situação que mais parecia uma loteria, mas isso não tira de forma alguma o mérito do piloto local que levou a torcida a loucura. Esta mesma torcida que minutos antes havia delirado com o fato de Sebastian Vettel, que lutava com um carro quase inguiável, não ter conseguido passar para o Q3 (algo que não acontecia com o quatro vezes campeão mundial desde a classificação para o GP da Bélgica de 2012). Imagino o quanto que os australianos devam estar ansiosos pela prova de logo mais.
Além da bela performance de Ricciardo, também façamos justiça ao trabalho primoroso de Kevin Magnussen e Danil Kvyat que marcaram a 4ª e 8ª posições respectivamente, ficando bem à frente de seus parceiros de equipe Button e Vergne.
A Ferrari teve Fernando Alonso conquistando um quinto tempo, mas poderia ter ido mais à frente se ambos não tivessem optado por pneus intermediários quando a chuva estava mais forte no Q3. Quando pôs os de pista molhada Fernando conseguiu uma melhora, mas era tarde para conseguir um lugar entre os quatro primeiros. Kimi Raikkonen teve trabalho com a sua F14T  durante as duas primeiras partes do treino e quando procurava melhorar o seu tempo, achou o muro. Sairá em 11º.
Para os que apostavam numa boa qualificação da Williams, o desempenho dos dois carros foram bem abaixo do esperado com a pista molhada. Devido o fato de não conseguirem achar aderência com os pneus intermediários, Massa e Bottas tiveram dificuldades no Q3 e o resultado foi a dupla conquistando a nona e décima colocações. Mas Valtteri ainda seria punido com a perda de cinco posições e sairá em 15º.

O que esperar da corrida? Devido a dificuldade que foi vista por quase todos os pilotos em controlar os carros, devido o maior torque do V6 Turbo (segundo Hamilton, foi o carro mais difícil de pilotar no molhado que ele já teve), não será surpresa se alguém rodar já na largada e causar uma carambola já na primeira curva. Também não será surpreendente se alguém ficar pregado na linha de partida assim que as luzes vermelhas se apagarem...
Por outro lado as apostas estão na Mercedes, em especial sobre Hamilton, para quem a maioria aposta numa conquista em Melbourne. De fato até eu apostaria, mas existe um velho fantasma por aqueles lados que ainda repousa sobre os pneus e tanto Lewis, quanto Rosberg, reclamaram sobre o desgaste já no terceiro treino livre. É algo que devemos ficar de olho, assim como no consumo de combustível. Se a prova for feita com chuva, os motores "beberão" menos. Se for em pista seca, aí os cuidados devem ser redobrados.
As nuances do que pode vir a ser o desempenho dos Mercedes, a luta de Raikkonen, Vettel, Button, Massa e Bottas em tentar escalar o pelotão, a impetuosidade dos novatos Magnussen e Kvyat e mais a virtuosidade já conhecida de Alonso, já é convite para ficar acordado e assistir essa abertura de mundial.

Grid de Largada para o Grande Prêmio da Austrália - 1ª Etapa

1. Lewis Hamilton (Mercedes): 1m44s231
2. Daniel Ricciardo (RBR-Renault): 1m44s548
3. Nico Rosberg (Mercedes-Mercedes): 1m44s595
4. Kevin Magnussen (McLaren-Mercedes): 1m45s745
5. Fernando Alonso (Ferrari-Ferrari): 1m45s819
6. Jean-Eric Vergne (STR-Ferrari): 1m45s864
7. Nico Hulkenberg (Force India-Mercedes): 1m46s030
8. Daniil Kvyat (STR-Ferrari): 1m47s368
9. Felipe Massa (Williams-Mercedes): 1m48s079
10. Jenson Button (McLaren-Mercedes): 1m44s437
11. Kimi Raikkonen (Ferrari): 1m44s494
12. Sebastian Vettel (RBR-Renault): 1m44s668
13. Adrian Sutil (Sauber-Ferrari): 1m45s655
14. Kamui Kobayashi (Caterham-Renault): 1m45s867
15. Valtteri Bottas (Williams-Mercedes): 1m48s147*
16. Sergio Pérez (Force India-Mercedes): 1m47s293
17. Max Chilton (Marussia-Ferrari): 1m34s293
18. Jules Bianchi (Marussia-Ferrari): 1m34s794
19. Marcus Ericsson (Caterham-Renault): 1m35s157
20. Romain Grosjean (Lotus-Renault): 1m36s993
21. Pastor Maldonado (Lotus-Renault): sem tempo
22. Esteban Gutiérrez (Sauber-Ferrari): 1m35s117*

 
* Punidos com cinco posições no grid em razão da troca do câmbio

Nenhum comentário:

Postar um comentário