segunda-feira, 23 de maio de 2011

GT Brasil- Curitiba- 3ª Etapa

As mudanças que a CBA impôs aos carros da GT3 já em Curitiba, não privou-nos de duas belas provas. No sábado uma corrida movimentada que só foi decidida nas últimas voltas e metros do circuito curitibano. Enquanto que todos imaginavam que Xandy/Xandinho Negrão venceriam, o Lamborghini os deixou sem gasolina na última volta. E isso que eles já haviam assumido a ponta após um erro do Dharuj/Sperafico (Corvete) ao escapar para fora antes. E esta mesma dupla (ufa!) também tinha herdado a posição de Stumpf/Brito após o Ford GT ter apresentado problemas. Isso tudo após a parada obrigatória nos boxes. Quem beneficiou-se de tudo isso foi Queirolo, que levou sua Corvete número 13 à terceira vitória.  
No domingo não houve uma batalha pela liderança, pois Brito/Stumpf dominaram tranquilamente a prova e levaram o Ford GT a sua primeira vitória no ano. Nem mesmo a entrada do Safety Car em duas oportunidades (para tirar o Lamboghini de Vanuê Faria batido logo no início da prova na reta boxes e mais tarde, o Viper de Fernando Croce que bateu na entrada da reta principal), deram aos adversários chance de incomodar a dupla do Ford GT. Boni/Bernoldi no outro Ford GT tiveram problemas de freios e talvez fossem os únicos a incomodarem os seus parceiros de equipe, mas ainda assim fecharam em 6º. Xandinho/Xandy Negrão se aproximaram no final de Brito/Stumpf, mas não havia tempo para ameaçá-los e acabaram em segundo. Queirolo acabou errando e caindo para oitavo quando tinha aquarta colocação no bolso, mas ainda é líder do campeonato com 67 pontos, contra 64 de Cleber Faria (Lamborghini).
Na GT4 festa dobrada para Marçal Melo/William Freire que venceram no sábado, partindo da pole, e no domingo, saindo de último. Foram as primeiras vitórias da Ginetta este ano, quebrando a sequência de vitórias das Ferrari 430 Challenge que haviam dominado em Interlagos e Anhembi.
Após esta corrida fica claro que as mudanças de peso, altura e outros componentes podem ter tirado algo dos Lamorghinis LP600 e Corvetes Z06 e dado aos Ford GT um empurrãozinho para chegarem na dianteira das corridas. E acredito, que mesmo sem estas mudanças, os Ford estariam brigando forte pela vitória em Pinhais.E me passa a impressão que os Viper já eram. São carros formidáveis, mas não há atualizações para eles desde o início do campeonato há quatro anos atrás. Creio que está na hora de aposentá-los. Enquanto que na GT4 esta dupla vitória da Ginetta deu uma lufada de ar fresco, num momento que parecia que o campeonato estava destinado a ficar para um dos Ferraris. O bom é que para as próximas etapas novos carros devem estrear, como é o caso do Maserati Grand Sport que foi testado pela dupla Valter Rossete/Fábio Greco na quinta-feira em Pinhais. Só não foi usado por ter ainda baixissíma quilometragem, pois o carro chegou exatamente na quinta e por isso correram de Ferrari. E há outro Aston Martin Vantage para chegar.
Tudo indica um belo campeonato daqui para frente, com belos carros e ótimas disputas.

RESULTADOS DAS DUAS PROVAS DE CURITIBA- DIAS 21 E 22 DE MAIO- 3ª ETAPA

Prova 1:
GTBR3
1. Pedro Queirolo (TNT Energy Corvette): 50min50s921
2. Xandy Negrão/Xandinho Negrão (A. Mattheis Lamborghini): +2s224
3. Enrique Bernoldi/Paulo Bonifácio (BMG Racing Ford GT): +10s786
4. Chico Longo/Daniel Serra (Via Italia Ferrari): +12s110
5. Cléber Faria (Itaipava Racing Lamborghini): +28s767
6. Vanuê Faria/Renan Guerra (Itaipava Racing Lamborghini): +29s477
7. Marcelo Hahn/Allam Khodair (Blau Lamborghini): +30s381
8. Rafael Derani/Cláudio Ricci (CRT Ferrari): +36s606
9. Henrique Assunção (Dodge Viper): +1 volta
10. Fernando Croce/Daniel Croce (Dodge Viper): +2 voltas

GTBR4
12. Marçal Melo/William Freire (Crystal Racing Ginetta): +3 voltas
13. Sérgio Laganá/Alan Hellmeister (M2 Competições Ferrari): +3 voltas
14. Otávio Mesquita (Itaipava Racing Ferrari): +3 voltas
15. Carlos Burza/Leonardo Burti (Crystal Racing Ginetta): +3 voltas
18. Valter Rossete/Fábio Greco (TNT Energy Greco Maserati): +4 voltas
19. Marcelo Sant'Anna/Christian De Rey (TNT Energy Greco Ferrari): +4 voltas
20. Caê Coelho/João Gonçalves (CRT TNT Energy Ginetta): +4 voltas
21. Cristiano Federico/Caio Lara (ATW BVA Ferrari): +5 voltas
22. Eduardo Ramos/Leandro Almeida (Old Boys Aston Martin): +6 voltas
23. Marcelo Losasso/Osvaldo Federico (ATW BVA Maserati): +6 voltas

Prova 2:
GTBR3
1. Matheus Stumpf/Valdeno Brito (BMG Racing Ford GT): 50min58s327
2. Xandy Negrão/Xandinho Negrão (A. Mattheis Lamborghini): +0s758
3. Cléber Faria (Itaipava Racing Lamborghini): +4s215
4. Chico Longo/Daniel Serra (Via Italia Ferrari): +4s545
5. Marcelo Hahn/Allam Khodair (Blau Lamborghini): +9s094
6. Enrique Bernoldi/Paulo Bonifácio (BMG Racing Ford GT): +17s860
7. Rafael Derani/Cláudio Ricci (CRT Ferrari): +18s400
8. Pedro Queirolo (TNT Energy Corvette): +19s063

GTBR4
9. Marçal Melo/William Freire (Crystal Racing Ginetta): +2 voltas
10. Sérgio Laganá/Alan Hellmeister (M2 Competições Ferrari): +2 voltas
11. Cristiano Federico/Caio Lara (ATW BVA Ferrari): +2 voltas
12. Valter Rossete/Fábio Greco (TNT Energy Greco Maserati): +2 voltas
14. Caê Coelho/João Gonçalves (CRT TNT Energy Ginetta): +2 voltas

FOTOS: Ivan Pacheco/ Terra

Um comentário:

  1. Ótimo ter um outro carro a vencer na GT3!!!

    Melhor ainda é ver o grande Ford GT nas paradas de novo...
    Não vi nenhuma corrida deste fim de semana até agora, porém só em saber da vitoria de um gt de verdade já é um alento!

    Gp to

    ResponderExcluir