sábado, 30 de julho de 2011

A chicane da curva do Café

Trabalhei nestes dois dias na etapa do Campeonato Paulista de Automobilismo e puder ver um pouco da obra que está sendo feita por lá, para conserva a chicane mal feita que gerou todo aquela rebuliço no Brasileiro de Marcas de quinze dias atrás. 
O que eu vi dessa pequena obra é que a "zebra-guia" não existe mais. Isso já é um bom sinal. Mas ainda
tenho as minhas restrições com aquela chicane. Como todos sabem, principalmente os que me seguem no twitter, é que comentei inúmeras vezes que aquela chicane é a mesma que foi usada em fevereiro 2008 durante os testes de pré-temporada da Stock Car. Na época, pelo fato de ser uma asfalto antigo e que fora usado, apenas, em 1990 quando a Moto GP (na época, 500cc) visitou a pista paulistana, os asfalto estava se soltando e os pilotos preferiram não usá-la no segundo dia, voltando assim a contornar a curva do Café normalmente. Após o acidente fatal de Sondermann em abril, voltou-se a discutir a reutilização da chicane. Quando foram perguntados o porque do não uso daquela chicane após a morte de Sperafico em 2007, os pilotos disseram que aquele desvio era fora de mão, muito ruim. Pois bem, após um monte de blá blá blá reativaram de modo tosco e bem mal feito a chicane e quando os pilotos deram duas voltas na sexta-feira e viram que no lugar de uma zebra tinha uma guia, a casa caiu de vez e guerra estava declarada entre CBA, Administração de Interlagos e pilotos. O brasileiro de Marcas tinha o dever de ser a cobaia e reprovou a construção pavorosa naquele local. 



Durante a semana cancelaram dois dias de treinos (quarta e quinta) que a FASP reserva toda semana que antecede etapas do Campeonato Paulista de Automobilismo, para reformarem a chicane. Bom, o trabalho ficou melhor que o outro, mas como já disse, não me inspirou confiança: a princípio tiraram a guia fora, construíram zebras decentes com três palmos de largura e por dentro deixaram uma espécie de "corcunda", que tem por volta de três metros de comprimento e que fica por dentro da zebra interna. Na entrada e saída da chicane, pequenas zebras, com a mesma medida da interior, foram construídas e todas elas com essas pequenas corcundas. O que me deixa um pouco receoso são essas corcundas, pois quando o carro entrar na chicane e atacá-la pode bater em uma delas e acabar saltando de tal modo que pode, até,acontecer algum acidente. E outro detalhe é que tanto a entrada, quanto a saída, não foram alargadas. Esse é outro ponto que foi criticado pelos pilotos do Marcas. O muro, que dá de cara com quem sai da chicane, ainda está sem nenhuma proteção de pneus. Nesse caso, ainda há um tempo hábil para que seja colocado barreiras de pneus naquele local.
Não quero ser chato, mas talvez tenhamos mais um capítulo dessa guerra sobre a chicane do Café.  

4 comentários:

  1. Isso ai ya mais para ponto de onibus viu Paulão!!!

    ResponderExcluir
  2. ainda ouviremos muito sobre essa tal chicane, e o melho rnão seria fazer a bendita área de escape? enquanto isso gasta-se dinheiro...

    abs

    ResponderExcluir
  3. Madrugou em Paulão!!!!
    Bom, como vc sabe eu tenho sérias restrições a essa chincane!
    Esse produto tem em sua base, a fundação já muito antiga, por

    mais que falem que é nova nós sabemos que é a mesma desde 90,

    e só deram uns tapas lá pra justificar o valor e a bagunça,

    que isso tudo vem causando...
    Logicamente por uma questão de marketing e teimosia dos

    organizadores e da confederação aquilo lá será homologado.

    Resta saber se os pilotos vão aceitar se sujeitar a mais essa

    imposição....Infelizmente temos que olhar pelo lado deles

    também, não podem simplesmente deixar de estar lá no momento

    da corrida por questões ligadas ao patrocínio e investimento..
    Noticias desalentadoras nessa semana nos chegam aos poucos

    atravéz do meio eletrônico de comunicação que hoje está

    disponível... Elas, dizem principalmente que os pilotos e

    equipes estão descontentes com os organizadores da categoria,

    com o equipamento que está sendo entregue as pressas para

    sanar os problemas vistos nas ultimas etapas da stock, só que

    o descontentamento está principalmente com os que não

    aparecem na mídia e esses não tem nenhuma solução de

    continuidade, estão como na época do seu lançamento ...Alguns

    pilotos mais técnicos falam em uma célula de sobrevivência

    especifica para esses modelos mas não estão recebendo nenhum

    retorno do fabricante...
    Mas,, o assunto aqui é chincane..
    Vamos á ela então!!!!
    Antiga, mal projetada para automóveis, e sem um projeto

    técnico real, foi feita só para dizer que se tentou fazer

    algo em nome da segurança....
    Nosso templo merece um pouco mais de respeito quando se fala

    em segurança, Um dos pilares sempre foi a segurança que o

    autódromo oferecia á seus competidores,agora não mais, é um

    prejuízo enorme para o templo, por mais que se faça a cicatriz

    permanecera em sua história futura...
    Os motivos todos nós sabemos!!
    Tudo começou com os problemas crônicos ligados a segurança dos

    carros stockanos que não tem a proteção necessária do

    habitáculo em suas laterais...Depois com a colocação de um

    muro de metal no ponto de maior vulnerabilidade do templo..

    Esse muro na opinião de quem pratica o automobilismo de

    velocidade é um contra-senso, um retrocesso...
    Os responsáveis por ele afirmam que quem o colocou foi a

    FIA, , vendo todas as etapas da F-1 deste ano, e, também

    atravéz da internet nos chegam noticias de que nada similar a

    isso está se usando nos autódromos da categoria...
    Se estão usando ou não não da pra saber sem estar em todos

    eles...


    GP to
    continua .......

    ResponderExcluir
  4. continuando....

    Mas aqui já sabemos que no local, na forma, na manutenção dele

    temos um erro grosseiro, mais um, diga-se de passagem...
    Há que se grifar que a FIA alega o seu uso é para as

    categorias padrão "A", no nosso país não temos esse padrão de

    veículos de competição... Só nos resta saber se , ao homologar

    o autódromo para a F-1 A FIA, CBA e CTDN desaconcelharam o

    uso do nosso complexo para as outras categorias nacionais..
    Muitas pessoas sérias ligadas ao esporte dizem abertamente que

    o erro não está na curva do café, a chincane não resolverá os

    problemas e tampouco a área de escape.. São obras caras e

    complexas que não surtirão o efeito desejado.. Se certos

    estiverem, teremos lá não um, mas três erros

    grosseiros...Primeiro o muro, depois a chincane e por último a

    tal da área de escape que não saiu nem do esboço.....
    Ai todos pagam por esses erros menos os responsáveis, que usam

    a mídia especializada na tentativa de encobrir os problemas

    todos causados por esses erros todos....
    Essas mesmas pessoas ainda dizem que, se for para

    responsabilizar algo ou alguém por essas fatalidades e

    desmandos que estamos assistindo ultimamente , em primeiro

    lugar seria não a CBA e sim o CTDN e seus responsáveis por

    permitirem que veículos despreparados sejam colocados a

    disposição das equipes, sem a informação técnica de seus

    problemas, em segundo lugar ai sim a CBA por não informar a

    FIA das conseqüências que aquele muro poderia trazer para

    outras categorias que o ano todo usam o complexo nas

    competições, e em terceiro e não menos importante a falta de

    um laudo técnico atestando a real necessidade da colocação de

    um muro de metal daquele tamanho numa curva daquela

    magnitude...E por último, todos tem que ser responsabilizados

    por esses erros e o das
    conseqüências que isso estará trazendo para o autódromo José

    Carlos Pace..
    Diante desse fatos todos, diante de erros grosseiros de

    informação, diante da incapacidade já demonstrada em várias

    outras oportunidades se faz necessário uma reformulação

    completa e complexa nos rumos que vem tomando o nosso

    automobilismo nesses últimos dois anos e meio

    aproximadamente...
    Precisamos urgentemente de uma reformulação pela moralização,

    pela ética, pela dignidade, pela transparência...
    Precisamos de pessoas realmente engajadas na manutenção e

    fortalecimento do esporte a motor no Brasil.. Isso sim, é o

    que o esporte precisa...
    Afinal soberano é o esporte, não uma instituição.. Por mais

    ligada a ele, a instituição não importa qual seja, deve ser

    norteada em função de tentar melhorar o que já se tem, e criar

    opções melhores.. Esse sim é um parâmetro de progresso a ser

    almejado...
    Infelizmente nada disso estamos assistindo ultimamente, e o

    que vemos é muitas pessoas vestidas de mandatárias correndo

    apenas atrás de prejuízos que foram causados apenas por eles

    mesmos, por arrogância, intolerância prepotência, e

    incompetência naquilo que se determinaram a fazer....
    E até o momento o palco desses erros grotescos foi apenas o

    nosso autodromo José Carlos Pace...Que deveria ter no mínimo o

    respeito das pessoas e instituições que dele vivem e

    sobrevivem...

    GP to

    ResponderExcluir