sexta-feira, 21 de junho de 2013

Foto 217: Os vencedores das 24 Horas de Le Mans – Parte 9

O início desta década começou sob uma batalha intensa entre Audi e Peugeot pelo domínio das 24 Horas de Le Mans. Mas os franceses, que pareciam mais forte com o seu modelo 908HDi totalmente repaginado, tropeçou na sua arrogância ao subestimar o poderio dos carros da Audi na edição de 2010.
A Peugeot ocupou as quatro primeiras colocações na fase de classificação, colocando quase que quatro segundos de vantagem sobre o melhor dos Audi R15 que aparecia somente na quinta posição. Para se ter uma idéia da força dos franceses naquela classificação, o carro da Matmut Oreca, equipe semi-oficial da Peugeot e que largou na quarta colocação, colocou 2.4 segundos de vantagem sobre o Audi R15 conduzido por Kristensen/ McNish/ Capello.
Mas os franceses pagaram caro: apesar dos quatro carros serem extremamente velozes, eles foram se perdendo pelo caminho por problemas de suspensão e motor. Na última hora de prova o único Peugeot na pista era o semi-oficial da Oreca, mas este não tinha mais o que fazer devido o alto número de voltas que tinha de atraso para o Audi R15 #9 de Mike Rockenfeller/ Timo Bernhard/ Romain Dumas.
Em 2011 outro duelo entre Audi e Peugeot agitou a prova em Sarthe e desta vez com os alemães estreando o novo carro, o Audi R18 TDi. Esta prova foi dramática para a Audi, que perdera dois de seus três carros em acidentes antes da corrida ter chegado a metade. O restante da prova foi de concentração total para com o Audi #2 de Marcel Fäsler/ André Lotterer/ Benoit Treluyer que acabaram por vencer em Sarthe, mesmo sofrendo uma assédio do Peugeot #9 conduzido por Sebastien Bourdais/ Simon Pagenaud/ Pedro Lamy no fim da corrida. Por irônia, numa corrida em que optaram por serem conservadores após a lição de 2010, a Peugeot terminou com seus quatro carros em pista e em perfeitas condições, mas talvez tenham errado na estratégia de tentar atacar o único Audi que restava um pouco tarde. E o sentimento de derrota foi ainda mais doloroso quando foi verificado que o carro a Audi tinha um furo e um dos pneus naquele estágio da corrida.
A edição de 2012 não contou com a presença da Peugeot que retirara a sua equipe ainda no início do ano numa manobra para cortar custos da fábrica. Desse modo a Audi aparecia totalmente absoluta para ganhar em Sarthe com folga, mas a reaparição da Toyota entre os LMP1 após treze anos de ausência dava um tom de que poderíamos ter algum duelo. Infelizmente os dois TS030 Hybrid inscrito pelos japoneses não chegaram ao fim devido a acidentes nas cinco primeiras horas de prova, mas o ritmo foi satisfatório ao dar algum trabalho aos quatro Audi R18 presentes na corrida. A vitória acabou por ficar para o trio Marcel Fäsler/ André Lotterer/ Benoit Treluyer pilotando o #1, conquistando assim o bi-campeonato nessa prova.

2010 - Mike Rockenfeller - Romain Dumas - Timo Bernhard (Audi R15 TDI Plus)

2011 - Bénoit Tréluyer - Andre Lotterer - Marcel Fässler (Audi R18 TDi)

2012 - Bénoit Tréluyer - Andre Lotterer - Marcel Fässler (Audi R18 e-tron quattro)

Nenhum comentário:

Postar um comentário