segunda-feira, 26 de julho de 2010

Surpresos? Pelo menos eu não

"Alonso é mais rápido que você. Confirma que entendeu a mensagem?". Esta frase foi dita por Rob Smedley, engenheiro de Felipe Massa na Ferrari. Talvez um leigo que assista a F1 às vezes, pode ter entendido no momento que o engenheiro apenas alertava o brasileiro para a proximidade de Fernando naquele momento da corrida. Mas o modo como Smedley disse a frase, pausadamente, indicava outra situação.
Antes da corrida houvera uma reunião, as portas fechadas, na Ferrari entre Domenicalli, Massa e Alonso. Não se sabe o que fora conversado ali, mas talvez tudo tenha sido entregue nesta frase do engenheiro ditada na volta 47. Massa havia entendido a mensagem e na volta 49, após a saída do hairpin Sptizkehre, diminuiu a velocidade para que Alonso o passasse para assumir a liderança e vencer a corrida. Após isso, Smedley apenas disse "Sorry..." para Felipe. O mesmo ato, acontecido oito anos atrás entre Barrichello e Schumacher na Áustria, voltava a se repetir.
O duelo entre Massa, que pulou de terceiro para primeiro na largada, e Alonso era intenso. Ambos trocavam voltas rápidas a cada passagem e até o momento da primeira parada de ambos, a diferença ficou cravada em 1.5s. Felipe fez sua troca de pneus na volta 15 e ainda voltou na frente de Fernando, que havia parado na passagem 13. Mesmo tomando uma pressão absurda do espanhol, Massa conseguiu após algumas voltas, abrir 3.5s. Alonso voltou a andar rápido e diminuiu até 1s, quando apareceu a ordem.
Sinceramente não me surpreendi com o acontecimento e esperava que isso acontecesse a qualquer momento no campeonato. É da politíca da Ferrari privilegiar, de um modo bem estúpido e descarado, o piloto que estiver bem na competição. Não se sabe bem o que está escrito no contrato de Felipe Massa com relação a Alonso, mas os problemas que o espanhol causou nesta temporada como a ultrapassagem perigosa na entrada dos boxes na China e o toque no inicio da prova em Silverstone ocasionando o furo no pneu traseiro de Massa e com a Ferrari apenas a colocar panos quentes para que estes acontecimentos não se alastrassem sem dar um puxão de orelhas na conduta de Alonso, acabou gerando pequenos atritos entre ambos e este episódio vai piorar ainda mais a convivência dentro da Ferrari. Mas se não se sabia o que está escrito no contrato, depois de ontem mais do que claro.
O teatrinho de Alonso e Domenicalli enojou sim e muito. Enquanto um dizia que apenas viu Massa lento na pista e o ultrapassou, o outro sorria com a maior cara de pau no pódio. Engraçado que ambos gritavam para os quatro cantos do mundo, um mês atrás, que a corrida de Valência tinha sido manipulada à favor da Mclaren. Bons atores...
Aquela historinha de poupar motor no Bahrein no início do campeonato quando Massa tinha 3 segundos de desvantagem para Alonso e se preparava para tentar atacar o espanhol, era apenas um aviso. Então não fiquemos surpresos com o desenrolar da novela, principalmente agora que a Ferrari tomou uma multa de 100 mil dólares (troco de café para eles!) e o caso será julgado na FIA. Putz, o presidente é o Jean Todt e ele entende bem sobre isso. Tapinhas nas costas e uma frase "não faça mais isso, ok Ferrari!" será proferida.
Surpreso? Não ei de ficar caso aconteça.
A largada em Hockenheim: Vettel vai expremer Alonso no muro e deixa caminho abeto para Massa pegar ambos por fora e assumir a liderança da prova.


Jaime Alguersuari tenta tenta passar por Buemi por "cima", mas acaba eliminado seu companheiro de Toro Rosso na primeira volta da prova.


"Me dá um abraço parceiro, na próxima eu te pago!" é o que parece falar Alonso para Massa após sairem de seus carros no parque fechado.

RESULTADO FINAL
Grande Prêmio da Alemanha- Hockenheim- 11ª Etapa
25/7/2010

1: Fernando Alonso (ESP/Ferrari) - 1min17s342
2: Felipe Massa (BRA/Ferrari) - a 4s196
3: Sebastian Vettel (ALE/Red Bull) - a 5s121
4: Lewis Hamilton (ING/McLaren) - a 26s896
5: Jenson Button (ING/McLaren) - a 29s482
6: Mark Webber (AUS/Red Bull) - a 43s606
7: Robert Kubica (POL/Renault) - a 1 volta
8: Nico Rosberg (ALE/Mercedes) - a 1 volta
9: Michael Schumacher (ALE/Mercedes) - a 1 volta
10: Vitaly Petrov (RUS/Renault) - a 1 volta
11: Kamui Kobayashi (JAP/Sauber) - a 1 volta
12: Rubens Barrichello (BRA/Williams) - a 1 volta
13: Nico Hulkenberg (ALE/Williams) - a 1 volta
14: Pedro de la Rosa (ESP/Sauber) - a 1 volta
15: Jaime Alguersuari (ESP/Toro Rosso) - a 1 volta
16: Vitantonio Liuzzi (ITA/Force India) - a 2 voltas
17: Adrian Sutil (ALE/Force India) - a 2 voltas
18: Timo Glock (ALE/Virgin) - a 3 voltas
19: Bruno Senna (BRA/Hispania) -a 4 voltas

Não completaram:

Heikki Kovalainen (FIN/Lotus) - abandonou na 58ª volta
Lucas Di Grassi (BRA/Virgin) - abandonou na 51ª volta
Sakon Yamamoto (JAP/Hispania) - abandonou na 20ª volta
Jarno Trulli (ITA/Lotus) - abandonou na 4ª volta
Sebastien Buemi (SUI/Toro Rosso) - abandonou na 2ª volta

Melhor Volta: Sebastian Vettel (Toro Rosso)- 1min15s824

Nenhum comentário:

Postar um comentário