terça-feira, 9 de novembro de 2010

Análise dos dez primeiros- GP do Brasil 2010

Sebastian Vettel- Não tomou conhecimento do pole Hulkenberg e decidiu a sua vida na corrida ao virar na frente do alemão na entrada do “S”. Teve uma boa velocidade a corrida inteira e conseguiu manter-se longe de Webber, que era o único que podia lhe ameaçar. Não vai medir esforços para conquistar seu primeiro título em Abu Dhabi.


Mark Webber- Conseguiu livrar-se de Hulkenberg ainda na primeira volta, mas não foi veloz o suficiente para atacar Vettel durante a corrida. No final da prova, um superaquecimento de motor quase arruinou seu trabalho, pois, além de se preocupar com o motor com problemas,, tinha que ficar de olho em Alonso que aproximava-se perigosamente. Seu trabalho daqui alguns dias será duro.


Fernando Alonso- Parecia que não tinha condições de duelar com os Red Bulls na corrida, mas durante a competição conseguiu virar tempos iguais ou melhores que o duo rubro taurino. Perdeu tempo atrás de Hulkenberg e isso pode ter lhe custado tentar algo a mais contra seus dois adversários.


Lewis Hamilton- A única coisa de boa que tinha em seu carro era a velocidade de reta e só. Foi superado na corrida com facilidade por Alonso e assim como o espanhol, suou para ultrapassar Hulk.


Jenson Button- Saiu em 11º e só por isso, suas chances de ao menos continuar na disputa do mundial, foram aniquiladas. Na prova, trocou de pneus cedo e isso lhe deu a oportunidade de subir de posições quando os outros parassem. Terminou em quinto e junto delas, suas esperanças de título.


Nico Rosberg- Ele fez uma má classificação marcando o 13º tempo mas corrida, soube fazer boa estratégia e nem mesmo um problema de encaixe na roda dianteira direita, arruinou sua ótima prova de recuperação.


Michael Schumacher- Chegou estar entre os primeiros no Q3 de sábado, mas foi superado logo e fechou em oitavo. Durante a corrida mostrou bom ritmo, mas não o suficiente para ficar à frente de Rosberg.


Nico Hulkenberg- Foi o grande nome do fim de semana ao fazer uma volta canhão e ficar com a pole. Boas batalhas contra Alonso e Hamilton, mostrando que se tiver um bom carro em suas mãos pode fazer algo a mais. Mas para o ano que vem pode pilotar a carroça da Hispania, o que seria uma pena.


Robert Kubica- Boa classificação e na prova, foi atrapalhado por Petrov. Andou no bolo intermediário a corrida toda.


Kamui Kobayashi- Não brilhou como no ano passado, mas conseguiu salvar um ponto ao menos. Parecia ter problemas de freios, pois travava rodas direto no final da reta dos boxes. Seu único pecado é as classificações, se melhorar pode conseguir ao mais nas corridas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário