sábado, 22 de novembro de 2014

Foto 424: A prova

Se 2014 pode ser julgado como uma das temporadas mais chatas da história da categoria devido o domínio absoluto da Mercedes sobre as demais equipes, ela vai acabar coroando um de seus dois pilotos como o título de campeão mundial. Para Lewis, o segundo campeonato. Para Rosberg, o primeiro e também a possibilidade de igualar o feito de Damon Hill dezoito anos depois, ao se tornar o segundo filho de um campeão mundial a vencer o campeonato da Fórmula-1.
Mas o prato principal mesmo é de como será o comportamento de ambos nessa corrida em Abu Dhabi. Nico entra como o franco atirador: se vencer o campeonato, será o máximo. Se perder, ok! Para Lewis o cenário é um pouco mais tenso, afinal é o cara a ser batido e apesar de ter apenas o trabalho de comboiar Rosberg entre o entardecer e anoitecer na pista de Yas Marina, a tarefa pode se tornar complicada com um lance apenas. Os seus erros no passado ainda ecoam quando as pessoas mencionam seu nome, principalmente nessa época de decisão - Interlagos foi um caso.
A corrida de amanhã em Abu Dhabi colocará em jogo o amadurecimento dos dois contendores: enquanto que para Nico, que tem uma pilotagem não tão vistosa, mas que consegue trabalhar com mais frieza as situações que o cercam, o título será apenas a confirmação da evolução que tem tido nos últimos anos como um piloto de primeira linha e de "jogador" hábil, de grandes decisões. Lewis Hamilton, aquele que a maioria suspira a cada pilotagem agressiva, uma ultrapassagem espetacular ou perseguições e recuperações de cortar o fôlego, a possível conquista pode colocar um ponto final nessa história de que é um "jogador" instável nas horas em que requer uma grande frieza. Mas tudo dependerá exclusivamente dele e do seu estado de espirito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário