terça-feira, 12 de outubro de 2010

Análise dos dez primeiros- GP do Japão 2010

Sebastian Vettel- Enfim uma corrida tranqüila. Largou da pole, liderou boa parte da prova, exceto algumas voltas em que ficou atrás de Button após seu pit stop. Foi mais veloz que Webber o fim de semana todo e isso o ajudou muito na sua concentração para vencer pela segunda vez em Suzuka. Está 14 pontos atrás de Webber na classificação.


Mark Webber- Não foi páreo para Vettel em momento algum em Suzuka, mas chegou tranqüilo na segunda posição da prova sem ser ameaçado por Alonso. Ganhou uma folga na tabela de pontos, mas não pode se descuidar com o espanhol e principalmente com seu companheiro de equipe, que estão empatados com 206 pontos.


Fernando Alonso- Admitiu no fim da prova que não tinha condições de brigar com as Red Bulls e que o terceiro lugar foi o máximo que pode conseguir. Mas está na luta e na espera de um briga entre Vettel e Webber nessa reta final de campeonato, para embolsar seu terceiro mundial.


Jenson Button- Arriscou uma estratégia de tentar ficar o máximo de tempo na pista com pneus duros, que não se mostrou eficaz. Fez sua parada e voltou atrás de Hamilton, mas graças a um problema no câmbio deste pode subir para quarto e ainda tem esperanças de conseguir seu segundo mundial.


Lewis Hamilton- A sua cota de azar nessas últimas provas não pára. Nos três dias de atividades em Suzuka teve um forte acidente na sexta; não tinha asa dianteira para treinar no sábado, tanto que Mclaren mandou vir as pressas um mecânico da Inglaterra com esta peça; trocou o câmbio para a classificação- perdendo cinco posições no grid- e este, que estava novo, quebrou a terceira velocidade durante a prova. E isso pode lhe custar a chance de tentar seu segundo título.


Michael Schumacher- Boa prova, talvez a melhor dele neste ano. Travou bom duelo com Rosberg pela sexta posição, mas foi agraciado com o abandono de Nico no final da prova. Mostrou bom ritmo durante a corrida.


Kamui Kobayashi- Saiu em 14º, o que de início pareceu uma decepção, mas ele foi buscar suas posições na raça. Fez seis ótimas ultrapassagens, todas no Hairpin, inflando a torcida japonesa a cada ultrapassagem. O japonês é dos bons.


Nick Heidfeld- Esteve muito bem durante a corrida, lutando nas posições intermediárias com Barrichello e Sutil. Contra seu companheiro, não pode fazer nada, pois o japonês estava endiabrado. Mas em duas provas fez que De La Rosa na 14 vezes que o espanhol esteve ao volante do Sauber.


Rubens Barrichello- Na classificação pela manhã, durante a Q1, seu carro esteve entre os primeiros mas logo em seguida despencou algumas posições, mesmo assim era um bom presságio para a corrida. Mas o desempenho da manhã não se repetiu a tarde e isso o fez cair algumas posições, de sexto para nono. Reclamou da falta de aderência na pista toda.


Sebastien Buemi- Corrida fraca do suiço, que superou seu companheiro apenas no final da corrida.

Um comentário: