domingo, 23 de agosto de 2009

Um dia de Schumi para Barrichello


Com voltas rápidas e decisivas antes de seus dois pits, Barrichello fez lembrar Schumi neste final de semana em Valência e calou os criticos com uma exibição de gala ao vencer o GP da Europa.


Largando em terceiro e mantendo-se no mesmo após a largada, Barrichello seguiu de preto os dois carros da Mclaren que estavam mais leves, tanto que Hamilton parou na volta 16 e voltou em 4º. Barrichello parou na volta 19 e conseguiu voltar a frente de Kovalainen e bem próximo de Hamilton.


Assim ele tratou de manter uma boa distancia para Hamilton. Ambos trocavam voltas rápidas e sumiam na frente de Kova. Na volta 37 Hamilton foi para sua segunda parada, mas a Mclaren acabou se atrasando no pneu traseiro direito e perdeu 13 segundos no pit.


Barrichello tratou de cravar voltas rápidas e vir para o box na volta 39. Feita sua parada em 6,8 ele voltou com uma vantagem de 10 segundos para Hamilton. Isso foi o suficiente para ele administrar e voltar a vencer um GP desde a corrida da China de 2004, quando corrida de Ferrari e marcar a centésima vitória do Brasil na F1.




AS EQUIPES


Apesar do erro, a Mclaren mostrou um ritmo forte e pelo que parece vai brigar pelas vitórias até o final do ano. Red Bull teve um final de semana pra esquecer. Motor quebrado de Vettel e uma 9ª posição para Webber. Agora é se concentrar para a etapa belga, lá eles podem ter uma reabilitação. A Brawn se reabilitou num campeonato que parecia mudar de direção e agora vê seus dois pilotos na frente da tabela de pontos. A Ferrari teve um ótimo ritmo de prova, como era de se esperar, e cravou um pódio com Raikkonen que largou bem saindo de sexto para quarto; já com Luca Badoer, não tinha muito o que se esperar, afinal ele estava perdido e o máximo que conseguiu foi levar o carro até o final. Ponto para a BMW com Kubica, e o polonês mostrou um bom desempenho, apesar o carro que é ruim a beça. Alonso levou, na raça, como sempre, sua Renault aos pontos chegando em 6º e Grosjean fechando a prova em 15º. Sutil conseguiu um ótimo 10º lugar para a FI e isso prova que o carro teve uma leve melhora, mas não sei até onde eles podem chegar. A Williams teve um bom desempenho com Rosberg, que chegou a andar e fechou em 5º. Nakajima foi o último colocado. A Toyota parece uma gangorra ambulante, ora consegue bons resultados, oras resultados pifios como o de hoje deixando seus dois pilotos, Trulli e Glock, em 13º e 14º respectivamente. Trulli reclamou demais da falta de aderência no seu carro. Na Toro Rosso não tem muito o que dizer, seus dois pilotos tiveram desempenhos discretissimos: Buemi abandonou e Alguersuari ficou em 16º.






Nenhum comentário:

Postar um comentário