segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Análise dos 8 primeiros- GP da Bélgica

KIMI RAIKKONEN- É impressionante como ele se acha no circuito de Spa. Pode até fazer uma temporada apagadissima, como vinha fazendo, mas quando aparece este circuito ele se transforma. Largou em sexto e conseguiu assumir o segundo posto após a entrada do Safety-Car pra não largar mais. Conseguiu manter um bom ritmo a ponto de não deixar Fisichella ameaça-lo. Depois do acidente de Massa subiu de produção e parece ter voltado a velha forma. E que venha Monza!

GIANCARLO FISICHELLA- Junto de Raikkonen foi o grande nome do final de semana. Sua pole foi marcada no braço e com total competência. E para alguns que pensavam que seu carro é levíssimo demais ele tinha 648kg no seu carro. Largou bem, manteve a ponta, mas perdeu a liderança depois da saída do safety. Travou um ótimo duelo com Raikkonen, mas terminou em segundo lugar e fez história no GP belga.
SEBASTIAN VETTEL- Talvez não esperasse muito da corrida, pois tem apenas mais um motor até o final da temporada e terá que poupa-lo. Mas teve 2 últimos stints rapidíssimos para garantir o terceiro posto e voltar a marcar pontos no mundial, fato que não acontecia desde o GP da Inglaterra quando venceu. Agora é torcer para não ter mais problemas no motos daqui para frente.

ROBERT KUBICA- Parece que o carro da BMW teve uma melhora e isso acabou ajudando ele a tem um ótimo desempenho neste fim de semana. Marcou pontos novamente e pela segunda prova seguida. O momento é de fazer propaganda de si próprio para a próxima temporada e tentar uma vaga em alguma outra equipe.


NICK HEIDFELD- Poderia ter chegado mais a frente, mas acabou tendo um stint mais lento no final o que acabou prejudicando sua posição final na corrida. Largou em terceiro na melhor posição de largada dele e da BMW na temporada, mas acabou por se superado por Kubica e Vettel. É outro que está sem futuro na categoria.



HEIKKI KOVALAINEN- Teve um final de semana normal, sem nenhuma grande atuação. O carro da Mclaren não teve o desempenho que esperam para este circuito e ele acabou por ser o único representante do time na prova, já que Hamilton saiu no inicio. Agüentou bem a pressão de Barrichello no final e salvou mais 3 pontos para ele e a Mclaren nos mundiais.

RUBENS BARRICHELLO- Tinha uma motivação extra para esta prova após sua grande vitória em Valência uma semana antes, mas o carro da BRAWN não se encontrou neste circuito, porém vez uma ótima volta no sábado e cravou o quarto tempo enquanto Button ficava em 14º. Na largada, o sistema falhou e caiu para ultimo. Viu Button ficar de fora, recuperou-se e terminou em 7º com um vazamento de óleo no final da prova. Poderia ter descontado mais pontos para seu companheiro.
NICO ROSBERG- Tem que receber uma menção honrosa da Williams por esta temporada. Sozinho ele vem fazendo milagres com este carro que até teve uma melhora, mas está ainda longe do ideal e carrega a equipe nas costas. Largou em décimo e travou boa batalha contra Webber e acabou por ganhar mais um pontinho para ele e equipe nos mundias. É o grande favorito a assumir uma vaga na Mclaren ano que vem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário