terça-feira, 1 de setembro de 2009

GP da Bélgica, Ferrari e caso Renault parte 1

Foi um final de semana movimentado. A bela vitória de Raikkonen, o desempenho surpreendente de Fisichella e sua Force India, o abandono de Button, o escandalo da Renault e quem será o substitudo de Massa em Monza foram os principais assuntos desta prova belga.
O GP:
Realmente foi o melhor GP da temporada. Não tinha nem idéia de quem poderia vencer (apesar de que minha aposta inicial era no Barrichello, mesmo com seu carro não encontrando um ritmo, mas este acabou ficando parado no grid e caindo para ultimo) mesmo com o atual mestre de Spa, Raikkonen, assumindo a ponta no inicio da prova. O finlandês teve um final de semana perfeito, dominando a prova com total autoridade e mandando pra longe o jejum que o acompanhava desde o GP da Espanha do ano passado. E ele vem conseguindo bons desempenhos nas últimas provas, mas precisamente desde a Hungria quando foi terceiro colocado. Em Valencia repetiu o mesmo lugar e agora, na Bélgica, venceu.
Para Fisichella esta prova também teve um gosto especial. Vencer provas ou subir ao pódio com carros competitivos é bom, mas conquistar uma pole e um segundo lugar, com chances claríssimas de vitória com um carro inferior, deve ser melhor ainda. A festa nos boxes da FORCE INDIA foi das grandes, fazendo lembrar o da Toro Rosso ano passado, quando Vettel os levou a vitória no GP italiano.
Cara de sorte mesmo é o Button! Mesmo sendo abalroado no inicio da prova e ficando
de fora desta após o strike após a Lê Combes, ainda teve sua diferença encurtada para apenas 16 pontos, já que Barrichello ficou parado na largada e caiu para ultimo e fez uma prova de recuperação para salvar um complicado 7º lugar. Mas ainda acho que Button está perdido, afinal Barrichello tem o batido frequentemente desde a Inglaterra enquanto o inglês caiu de performance vertiginosamente. A roda da sorte já esteve a favor de Button, Vettel, Webber e agora é a vez dela girar à favor de Barrichello e de alguma forma ele está aproveitando bem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário