segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Análise dos 8 primeiros- GP de Cingapura


LEWIS HAMILTON-Marcou uma pole com muito mais gasolina que os outros 4 que estavam logo atrás dele. A sua vitória pareceu fácil quando terminou a corrida, mas realmente acabou tendo uma ajudinha de seus amigos Rosberg e Vettel para que ficasse tranquila sua prova. Não tem nada a perder e como ele já havia dito antes, está indo pra cima dos demais sem tomar conhecimento.

TIMO GLOCK- Quando o carro não oscila tanto ele consegue bons resultados. Tinha um grande ritmo de prova, mas não o suficiente para incomodar Vettel e nem Hamilton. Dai seu compatriota deu uma mancada e ele aproveitou para ganhar a segunda posição. Com um carro melhor pode dar bastante trabalho.






FERNANDO ALONSO- O carro é péssimo, mas mesmo assim ele consegue fazer milagres. E assim vai sendo suas últimas provas pela Renault. Sentiu o gostinho de liderar uma prova, pelo menos por 4 voltas, mas lutou muito e foi agraciado, na base da sorte, por um lugar no pódio. Pelo menos força de vontade e garra não faltam ao espanhol.





SEBASTIAN VETTEL- Se tinha um cara que poderia ter saído vencedor neste domingo, além de Hamilton, era ele. Tinha uma diferença de 0.7 segundos quando foi para o box fazer sua segunda parada, dai acabou andando rápido demais no pit lane e tomou uma punição que o jogou para 7º. Saiu caro e isso custou, de vez, sua chances de tentar o título.





JENSON BUTTON- Parecia que a vaca tinha ido pro brejo ao ter que sair da 11ª posição, mas acabou tendo um desempenho quase igual ao de Barrichello, mesmo tendo 30Kg de combustivel à mais que o brasileiro. O Safety também ajudou e isso mudou as coisas. Saiu com um ponto a mais que Barrichello e pode liquidar o título já em Suzuka.





RUBENS BARRICHELLO- Talvez tivesse sorte melhor, mas acabou se dando mal com a entrada do Safety após sua primeira parada, o que acabou com sua diferença, que antes da parada estava na casa de 7 segundos para Button e depois do seu pit cairia para, talvez, uns 5 segundos. No seu segundo pit o motor morreu e ele perdeu tempo que saiu caro mais tarde com perda de posição para seu rival. Com quinze pontos de desvatagem agora terá que incorporar o desempenho de Kimi em 2007 para descontar esse atraso.


HEIKKI KOVALAINEN- Outra corrida normal do finlandês. Passou a prova toda no pelotão intermediário lutando contra as Brawns, a Red Bull de Webber e a BMW de Kubica. Com essas atuações sua cabeça já está prêmio na equipe, apesar dos esforços do pai de Hamilton para tentar deixá-lo lá, afinal ele é inofensivo ao filhinho.




ROBERT KUBICA- Continua vendendo seu peixe. O carro teve uma leve melhora o que possibilita ele e Heidfeld marcarem pontos, coisa inimaginável até pouco tempo atrás. Não tem emprego para o próximo ano, mas acho que a equipe continua com o nome Sauber e dai ele pode continuar por lá mesmo.

Um comentário: