segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Análise dos oito primeiros- GP do Brasil 2009



MARK WEBBER- Perdeu a pole para Barrichello mas na prova não deixou o brasileiro escapar na frente, o que lhe deu uma grande vantagem para fazer sua parada nos boxes e voltar na liderança. Dai em diante só administrou a vantagem que tinha sobre Kubica e sem mais nenhum incomodo, venceu sua segunda prova na temporada e na carreira.






ROBERT KUBICA- Reviveu seus bons momentos ao andar entre os ponteiros. O carro estava muito bom e rápido, mas não o bastante para ameaçar Webber. Conquistou a segunda posição de Barrichello após sua primeira parada e não teve trabalho algum na corrida.





LEWIS HAMILTON- Laragando da 17ª posição não era para ter nenhuma esperança, mas a confusão no inicio da prova o ajudou. Entupiu o tanque de gasolina, ficou na pista até a 41ª volta, pressionando Rubens, fez sua segunda parada e na volta 61 assumiu a terceira posição ao ultrapassar Barrichello. Acabou sendo um prêmio o pódio ao final de uma corrida que ele não esperava grande coisa.





SEBASTIAN VETTEL- Depois da classificação de sábado, ao marcar o 16º tempo, ele precisaria de um milgre que não veio. Mas também não abaixou a guarda em momento algum, indo buscar a 4 ª posição no braço apesar de que tinha um bom carro em Interlagos. Na parte final, se tivesse mais três voltas, teríamos uma boa disputa entre ele e Hamilton pela 3ª posição.





JENSON BUTTON- O dono da festa marcara o 14º tempo e tinha em mente que não sairia de Interlagos com o título. Os acidentes ajudaram, mas ele foi perfeito ultrapassando um a um. Teve um bom duelo com novato Kobayashi que não deu refresco para ele. Foi uma conquista sem erros e com muita garra.





KIMI RAIKKONEN- Poderia ter concluído a prova mais a frente, mas o incidente com Webber na primeira volta atrapalhou tudo. Tomou um susto com o fogo que chamuscou seu carro no pit e teve, mais uma vez, uma boa apresentação. Mas tinha chances de conseguir algo melhor.







SEBASTIAN BUEMI- O carro foi bem em todos os treinos e na prova acabou sendo superado por carros mais velozes. O mais importante é que o carro resistiu até o final, ele não fez nenhuma burrada e saiu de Interlagos com mais 2 pontos. Parece ser um bom piloto, mas de vez em quando apronta das suas.





RUBENS BARRICHELLO- Uma pole fantástica no sábado inflou a torcida, e ele também, para uma conquista maior no domingo. Até que largou bem, mas sua estratégia foi prejudicada por causa da entrada do Safety e assim não conseguiu abrir uma grande vantagem para Webber. Teve problemas com o jogo de pneus da sua primeira parada e o ritmo foi ruim. No final, após a segunda parada, o carro teve vibrações no pneu dianteiro e um furo no traseiro, todos do lado direito, que obrigou ele a fazer outra parada e cair de 4º para oitavo. Foi um fim de festa melancólico.











Nenhum comentário:

Postar um comentário