terça-feira, 27 de outubro de 2009

Mclaren procura

A lista que a Mclaren tem para provável segundo piloto para o ano que vem é das grandes: Kovalainen, Sutil, Heidfeld, de La Rosa, Rosberg, Raikkonen e por ai vai.
O perfil que eles mais procuram é de um piloto experiente, que seja tranquilo, que evite confrontos com sua estrela. Na verdade querem um capacho e mais nada.
Alguns nomes foram vetados pelo pai de Hamilton, alegando que poderia trazer algum tipo de problemas para seu filho dentro da equipe- as rusgas com Alonso assustaram o menino. De cara Rosberg foi preterido e olha que o alemão estava disposto a formar a dupla com o inglês no ano que vem, mas este desconversou numa entrevista antes do GP de Cingapura quando foi indagado sobre esta possibilidade. Saiu pela tangente elogiando o trabalho de Kovalainen.
Sobre o Kova, não é de hoje que eles trabalham nos bastidores para que ele fique. Caiu como uma luva para ser o companheiro de Hamilton, principalmente este ano em que se atrapalhou em algumas corridas e em momento algum ofereceu resistência à Hamilton. Ano passado, quando estreou na equipe, Heikki até que estava em boa posição no campeonato quando chegou à Espanha pra disputar o GP, quarta etapa do mundial. Antes da prova ele estava empatado com Hamilton em 14 pontos o que era de louvar, afinal naquela altura, Hamilton já havia vencido uma prova e Kova marcado pontos em todas provando que de início era um piloto regular. Dai veio o acidente, que assustou todos na Espanha, e ele desandou. Neste ano foi péssimo e por isso a Mclaren, pressionada pela Mercedes, quer substituí-lo.
Sutil também foi sondado. Ele é amigo de Lewis desde os tempos da F3 e isso ajudaria muito na hora de combinar as coisas. Raikkonen é uma ameaça ao reinado do garoto, mas ele pediu muita grana e assustou a Mclaren. Até Barrichello foi procurado durante o GP do Brasil, mas ele recusou pois já está de malas prontas para a Williams em 2010.
De La Rosa até que cairia bem na equipe, mas eles nem deram bola para isso. Outro piloto que tenta uma vaguinha por lá desde os tempos da dupla Raikkonen/Montoya é Gary Paffet, que corre de Mercedes no DTM. Ele ficou na expectativa em 2007 para ser o companheiro de Alonso, mas acabou ficando na saudade quando eles optaram por Hamilton.
Agora o nome que surgiu, até com certa força, foi o de Heidfeld. Ele foi piloto de testes da Mclaren em 98 e 99 e era certa sua presença na equipe inglesa para 2000, mas acabou desembarcando na Prost Grand Prix e por lá ficou. Quando estava na Sauber, bateu fácil um certo novato de nome Kimi Raikkonen que estreava na F1. Ao final do quem foi para a McLaren? Kimi Raikkonen.
Agora, quase 10 anos depois, meio que no desespero, a Mclaren cheia de elogios para o bom trabalho que Heidfeld tem feito desde os tempos da Sauber tenta agora trazê-lo para formar a dupla com Hamilton. Até que pode acontecer isso, afinal para o próximo ano, até onde sei, ele está à pé. Mas se fosse outro, no estilo Montoya ou Jacques Villeneuve, eles iam levar uma banana, isso pra ser o "mais educado possível".

Heidfeld testando a Mclaren em 1999 no festival de Goodwood

Nenhum comentário:

Postar um comentário