domingo, 18 de abril de 2010

Com bela estratégia, Button vence o GP da China e assume a liderança. Brasileiros são discretos.

Outra grande prova e mais uma vez, claro, com a participação da chuva que foi e voltou em vários momentos da corrida. Nessas circunstancias Button arriscou bem ao não trocar os pneus slick por intermediários, e ali conseguiu garantir uma boa vantagem que foi importante para chegar a sua segunda vitória no ano.
O começo foi caótico, com Alonso fazendo uma bela largada. Voltas depois foi "dedurado" por Charlie Whiting, chefe de provas da FIA responsável pela largada, ao mostrar que o espanhol tinha avançado antes que apagasse as luzes vermelhas. Mesmo com Alonso na frente das duas Red Bull, a prova ainda teve o acidente entre Liuzzi, Buemi e Kobayashi que eliminou os três de uma vez. O safety car foi acionado, ficando por 4 voltas. Após a relargada começou a chover fino em alguns pontos do circuito, o que levou a maioria dos pilotos a entrarem nos boxes para colocar pneus intermediários. Rosberg, que assumiu a liderança e Button segundo, foram os únicos a continuar com os slicks e isso foi fundamental para ambos. Com os demais sofrendo desgastes nos pneus intermédios, eles chegaram a abrir mais de 30s para o terceiro.
Enquanto isso, com o chove não molha que forçou os pilotos a trocar novamente para slick, Hamilton mais uma vez tratou de garantir a emoção da prova. Com ótimas ultrapassagens e mostrando uma velocidade alucinante meio a nuvem d'água que se formou após o reinicio da chuva, duelou com Vettel, Webber, Petrov, Rosberg e Schumi. Aliás, este último foi o mais duro com Michael a resistir bem aos ataques de Lewis. Foi duas voltas de ataques constantes do piloto da Mclaren e na grande reta oposta ele enfim conseguiu. Contra Rosberg também foi maravilhoso e no mesmo ponto, no final da reta oposta, conseguiu ganhar a segunda posição. Chegou a ameaçar a primeira posição de Button, mas por problemas de pneus, não pode atacar seu companheiro com mais veemência.
Para a Ferrari as coisas só não foram piores, porque Alonso salvou a tarde ao chegar em quarto mas a sua queima de largada, que lhe rendeu um drive trough, poderia ter azedado toda sua corrida. Massa ficou em 9º numa prova apagadissima e ainda teve a ultrapassagem que levou de Alonso na entrada dos boxes, que causou, ou ainda causara alguma polêmica.
Certamente a chuva prejudicou os Red Bull que eram tidos como favoritos no início da prova. Os seus pilotos se atrapalharam também e a equipe não soube lidar com a mudança repentina das condições da pista. Talvez, se tivessem segurado mais tempo na pista ainda quando esta não estava molhada na primeira sessão de paradas, teriam brigado pela vitória.
Destaque para Petrov que fez uma boa prova e terminou em sétimo, depois de duelos contra Hamilton, Alguersuari e Schumi.
Para os outros brasileiros foi normal a prova. Barrichello até lutou pelos pontos, mas foi superado por carros mais velozes e terminou em 12º. Senna completou sua segunda prova na F1 e terminou em 16º duas voltas à frente de Chandhok, seu companheiro de Hispania. Di Grassi, da Virgin, não durou muito na prova e fez apenas 9 voltas e saiu com problemas de câmbio.
A próxima etapa será o GP da Espanha em 9 de maio, em Barcelona.

A queimadinha de básica de largada de Alonso: voltas depois teve que pagar um Drive Through e fez uma corrida de recuperação...


... e com concerteza agradeceu a entrada do Safety Car que o ajudou e muito para chegar em quarto

As Red Bull estiveram discretas em Xangai: a estratégia e os constantes erros dos dois pilotos colaboraram para o resultado final

O grande duelo: por duas voltas Schumi suportou os ataques de Hamilton, até que o inglês conseguiu a quinta posição do heptacampeão.



RESULTADO FINAL-
Grande Prêmio da China- Autódromo de Xangai-
18/4/2010- 4ª Etapa

1 - Jenson Button (ING / McLaren) 1h44min42s163

2 - Lewis Hamilton (ING / McLaren) a 1s5
3 - Nico Rosberg (ALE / Mercedes) a 9s4
4 - Fernando Alonso (ESP / Ferrari) a 11s8
5 - Robert Kubica (POL / Renault) a 22s2
6 - Sebastian Vettel (ALE / RBR) a 33s3
7 - Vitaly Petrov (RUS / Renault) a 47s6
8 - Mark Webber (AUS / RBR) a 52s1
9 - Felipe Massa (BRA / Ferrari) a 57s7
10 - Michael Schumacher (ALE / Mercedes) a 61s7
11 - Adrian Sutil (ALE / Force India) a 62s8
12 - Rubens Barrichello (BRA / Williams) a 63s6
13 - Jaime Alguersuari (ESP / STR) a 71s4
14 - Heikki Kovalainen (FIN / Lotus) a uma volta
15 - Nico Hulkenberg (ALE / Williams) a uma volta
16 - Bruno Senna (BRA / Hispania) a duas voltas
17 - Karun Chandhok (IND / HRT) a quatro voltas

Não completaram

Jarno Trulli (ITA / Lotus) abandonou na 21ª volta
Lucas di Grassi (BRA / Virgin) abandonou na oitava volta
Pedro de la Rosa (ESP / Sauber) abandonou na sétima volta
Sebastien Buemi (SUI / STR) acidente na primeira volta
Kamui Kobayashi (JAP / Sauber) acidente na primeira volta
Vitantonio Liuzzi (ITA / Force India) acidente na primeira volta
Timo Glock (ALE / Virgin) não largou

Melhor Volta: Lewis Hamilton (Mclaren Mercedes) 1min42s061

Nenhum comentário:

Postar um comentário