domingo, 30 de maio de 2010

Hamilton vence após enrosco das Red Bulls

A prova parecia estar definida. Webber estava em primeiro, acossado por Vettel e seguido de perto por Hamilton e Button. Na volta 40 Vettel tenta pegar Webber por fora na reta que antecede a curva 12. Com meio carro já na frente do australiano, Sebastian move para a direita e Mark não dá espaço e ambos se enroscam, com Vettel ficando de fora da prova com o carro danificado e Webber prosseguindo, em segundo, com a asa dianteira quebrada.
Assim foi o principal lance da corrida da Turquia e assim a primeira discórdia da Red Bull, em sua história de 5 anos de F1, parece ter se instalado no seio da equipe. E isso custou a equipe a perda do primeiro lugar na briga lugar na tabela do mundial de construtores para a Mclaren, que com a dobradinha Hamilton- Button somou 43 pontos e tem agora 172 pontos contra 171 da Red Bull. Christian Horner e Helmut Marko terão trabalho para apagar a fogueira que se iniciou em Istambul.
A Mclaren agradeceu a confusão dos pilotos da Red Bull e passou para avencer a prova, mas também gelaram a espinha quando Hamilton e Button travaram uma batalha idêntica pela liderança, que começou no mesmo ponto do acidente entre Webber e Vettel, terminando somente no “S” após a reta de largada, com os dois companheiros a trocar de posições várias e vezes. Nas dez últimas voltas, a Mclaren pediu aos seus pilotos para pouparem combustível, afinal tinha o risco de terem uma pane seca no fim da prova.
Webber ainda voltou para a prova e terminou em terceiro, seguido por Schumi . Rosbreg, sofrendo com os pneus traseiros desgastados, suportou a pressão exercida por Kubica (6º) e passou em quinto. Como se esperava, as Ferraris não foram competitivas em momento algum e Massa passou em sétimo com Alonso, após ótima batalha com Petrov, terminando em oitavo. Mesmo completando 800 GPs nesta prova, nada tiveram para comemorar numa das piores apresentações deles nos últimos tempos. Completando a zona de pontos, Sutil fechou em nono e Kobayashi, enfim, conseguiu completar uma prova e marcou seu primeiro ponto no ano.
Rubens Barrichello largou mal e caiu de 15º para vigésimo na largada, e fez o que pode terminando em 14º. Bruno Senna vinha bem, no que o carro da Hispania pode lhe oferecer, e chegou a andar na frente dos dois carros da Virgin e do seu companheiro Chandhok, mas abandonou perto do fim. Di Grassi completou a prova em último.
Mesmo com todos estes acontecimentos, a Red Bull se vê agora ameaçada pela Mclaren que evoluiu muito desde Mônaco. Mesmo assim os austríacos ainda têm o melhor carro num conjunto geral e em Montreal, próxima etapa, os testes serão para os freios que são exigidos ao máximo naquele circuito. Mas o principal teste será para os nervos de Webber e Vettel, que concerteza estarão aflorados ainda mais após este acontecimento.
As Ferraris batalhando contra as Renaults: para os carros amarelos uma prova normal, já para os vermelhos uma corrida para esquecer


A batida da discórdia: Webber e Vettel batem na disputa pela primeira posição e o alemão fica de fora. Para alguns culpa de Vettel, para outros culpa de Webber. Na verdade um acidente de prova.


Você viu o que ele fez moço!!: É o que parece querer dizer Vettel sobre o acontecido.

RESULTADO FINAL
Grande Prêmio da Turquia- Circuito de Istambul Park
7ª Etapa


1º Lewis Hamilton (ING/McLaren): 1h28min47s620
2° Jenson Button (ING/McLaren) a 2s645
3º Mark Webber (AUS/Red Bull): a 24s283
4º Michael Schumacher (ALE/Mercedes): a 31s110
5º Nico Rosberg (ALE/Mercedes): a 32s266
6º Robert Kubica (POL/Renault): a 32s824
7º Felipe Massa (BRA/Ferrari): a 36s635
8º Fernando Alonso (ESP/Ferrari): a 46s544
9º Adrian Sutil (ALE/Force India): a 49s029
10° Kamui Kobayashi (JAP/Sauber): a 65s550
11º Pedro de la Rosa (ESP/Sauber): a 65s944
12º Jaimes Alguersuari (ESP/Toro Rosso): a 67s800
13º Vitantonio Liuzzi (ITA/Force India): a 1 volta
14° Rubens Barrichello (BRA/Williams): a 1 volta
15° Vitaly Petrov (RUS/Renault): a 1 volta
16º Sebastien Buemi (SUI/Toro Rosso): a 1 volta
17º Nico Hulkenberg (ALE/Williams): a 1 volta
18º Timo Glock (ALE/Virgin): a 3 voltas
19° Lucas Di Grassi (BRA/Virgin): a 3 voltas
20° Karun Chandhok (IND/Hispania): a 6 voltas

Não completaram:
21° Bruno Senna (BRA/Hispania)
22º Sebastian Vettel (ALE/Red Bull)
23° Heikki Kovalainen (FIN/Lotus)
24° Jarno Trulli (ITA/Lotus)

Melhor Volta: Vitaly Petrov (Renault) 1min29s165

Nenhum comentário:

Postar um comentário