segunda-feira, 28 de junho de 2010

Análise do dez primeiros- GP da Europa

Sebastian Vettel- Largando da pole num circuito de rua as coisas ficam mais fáceis e com seu companheiro Webber de fora, ficou ainda mais. Mesmo assim teve que manter a concentração para segurar o ímpeto de Hamilton nas primeiras curvas do circuito após a largada. Depois teve sossego para abrir boa vantagem e vencer a prova. 

Lewis Hamilton- Ótima largada pulando de terceiro para segundo. Depois tentou tomar a liderança de Vettel onde não teve sussesso. No episódio do safety car, foi uma mancada das grandes pois ele tinha visto o carro sair boxes e acabou ultrapassando-o. Foi punido mais tarde mas ainda sim conseguiu voltar atrás de Vettel, mesmo com 14 segundos de desvantagem.  

Jenson Button- Largando em sétimo tudo parecia complicado para ele, mas o safety car o ajudou e talvez, se não tivesse ficado ancalhado atrás de Kobayashi por quase toda a prova, poderia ter chegado em segundo. Mas está vivíssimo neste mundial.

Rubens Barrichello- Grande prova dele. Saiu em nono e foi um dos beneficiados pela entrada do safety. Fazendo apenas uma troca de pneus e com um carro constante, conseguiu chegar na melhor posição dele e da Williams no ano. Tem que comemorar muito, pois acredito que não terá outra chance dessas pois o motor Cosworth é uma porcaria. Vai sofrer horrores no novo traçado veloz de Silverstone, próxima etapa.

Robert Kubica- Constante e sempre o polonês vai fazendo um mundial fabuloso. O carro é decente e o motro Renault está no mesmo nível dos Mercedes.

Adrian Sutil- Saiu em 13º e sua corrida também seria complicada, mas como os demais, o safety car salvou sua prova. Segundo ele, foi a melhor corrida do ano.

Kamui Kobayashi- Se teve alguém que soube aproveitar e muito bem a entrada do safety foi ele. Largou em décimo oitavo e tinha uma corrida perdida, mas subiu para terceiro após a entrada do carro de segurança  e ali se manteve até quando faltava três voltas para o fim. Trocou os pneus, voltou em nono, atacou Alonso e Buemi nas duas últimas voltas e chegou em sétimo. Uma atuação maravilhosa.

Fernando Alonso- Sem dúvida ele e Massa se deram mal com a história do safety. Estava em treceiro quando houve a intervenção do carro de segurança na prova e, enquanto ele fazia toda a volta atrás deste, os outros paravam para a troca de pneus e assim ele despencou para 12º. Entregou a mancada de Hamilton para a FIA mas pagou um mico danado quando ficou nervoso ao saber que o inglês tinha pago a punição e ainda se encontrava em terceiro. Ta na hora dele começar a acelerar mais e deixar Lewis em paz. Virou uma obsessão sem limites. 

Sebastian Buemi- Boa prova do suiço que começa a bater Alguersuari também nos treinos. Na prova estava em sétimo até o fim, mas os pneus estavam na lona. Segurou as investidas de Alonso, mas contra Kobayashi, que tinha pneus novinhos, não conseguiu segurá-lo e  na última volta perdeu a posição na entrada da reta dos boxes. Acabou caindo para nono após receber 5 segundos por desrespeitar o safety. 

Nico Rosberg- Os graves problemas de freios no seu Mercedes (Schumi enfrentou problema semelhante) agravaram ainda mais o péssimo fim de semana dos carros prateados. Antes dos treinos parecia que podia largar entre os dez, mas teve que se contentar com a 12ª posição. Na corrida as coisas estavam critícas, mas as punições para De La Rosa e Petrov o ajudaram e assim ele conseguiu marcar um pontinho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário