quinta-feira, 23 de setembro de 2010

As alternativas caso a chuva aconteça em Marina Bay

Não sei se quando eles trataram dessa prova noturna para o ano de 2008, se estudaram também a possibilidade de chuva. Todos sabem que Cingapura é um país de clima tropical, assim como na região norte do Brasil, portanto uma hora ou outra isso iria acontecer.
Está previsto uma tempestade justamente na hora da corrida, o que tornaria inviável afinal com as luzes dos refletores ligados e mais o spray lançado pelo carro da frente, deixará a visão nula. Para quem dirige em auto estrada, atrás de um caminhão sabe o terror que é. E isso tanto faz se for de dia ou à noite.
Vai valer e muito a participação da GPDA nesta hora, assim como foi na Malásia ano passado, quando pararam a corrida no meio devido à tempestade que abateu sobre o circuito. Também gostaria de ver o posicionamento da FIA e FOM sobre isso, principalmente dessa última que é de propriedade de Bernie Eclestone. Sabendo da sua sede inacabável por dinheiro, será interessante ver o comportamento dele frente a isso.
Estaria ele de acordo em cancelar a prova? Jogá-la para segunda-feira? Fazer a prova inteira sob SC? São várias as perguntas.
Em Fuji 2007, com todo aquele aguaceiro, a prova teve quase vinte voltas feita em SC. Vendo que a s coisas seriam monótonas demais ou que talvez alguém tenha gritado que a audiência no mundo estava despencando, decidiram soltar os pilotos para se engalfinharem debaixo daquele dilúvio. Transferir a prova para segunda, no meu modo de ver, seria o mais inteligente. Não lesaria ninguém, mas atrasaria em alguns dias a liberação do trânsito em Marina Bay. Já o cancelamento só acontecerá caso as coisas estiverem irreversíveis.
As respostas virão domingo e espero que sejam as melhores, pois estou cansado de tanta bagunça na F1.

Nenhum comentário:

Postar um comentário