domingo, 5 de setembro de 2010

GP da Itália, 1971

Ronnie Peterson (March), Peter Ghetin (BRM), François Cevert (Tyrrel), Howden Ganley (BRM) e Mike Hailwood (Surtees) travaram um duelo dos melhores nas voltas finais do GP da Itália, disputado em Monza. Utilizando o vácuo dos adversários, este cinco se revezaram na liderança do GP na últimas voltas e na volta final Peterson ultrapassou Cevert na entrada da Parabólica, mas como de costume, acabou derrapando um pouco para fora da curva deixando a parte de dentro para Ghetin emparelhar com e ele e vencer a prova por míseros 10/1000!
A diferença entre ele e Ganley, quinto colocado, foi de 0''61/10 e de quebra havia sido a prova mais veloz da história com a média de 241,61 Km/h, superado 32 anos depois por Schumi que venceu em Monza 2003 com a média de 247,58 Km/h. De se destacar que em 71 foi o último ano da prova no traçado original. A partir de 72 a pista recebeu as chicanes no final da reta dos boxes e o "S" na curva Ascari, dimunuindo assim sua velocidade alucinante.
Abaixo o resumo deste GP com áudio natural, sem narração:

Um comentário:

  1. Esse GP ficará marcado na história para sempre.

    Sem contar que marcou a única vitória e pódio de Peter Ghetin na F1.

    --

    Paulo, um prazer conhecer seu blog! Já sigo o Volta Rápida no twitter (vc também segue) e cheguei ao blog por meio deste. Coloquei nos favoritos, e se quiser podemos fazer uma troca de links.

    Meu nome é Tomás, tenho 14 anos e este blog de F1: http://theformula1.wordpress.com/

    Sinta-se a vontade para comentar lá sempre, farei o mesmo aqui! Abraço.

    ResponderExcluir